<B>A mulher e o esporte: uma análise da credibilidade das apresentadoras do Jornal Nacional na apresentação de notícias esportivas</B>

Autores

  • Manuelle Motta Marques de Lima UFPEL
  • Vernihu Oswaldo Pereira Neto UFPEL
  • Michele Negrini UFPEL
  • Roberta BRANDALISE FACULDADE CASPER LÍBERO

DOI:

https://doi.org/10.18224/pan.v8i2.7006

Palavras-chave:

Mulher, telejornalismo, Jornal Nacional, representação social, esportes.

Resumo

A desigualdade entre gêneros é um fator visualizado, desde a antiguidade, em diversos setores, inclusive no jornalismo e no esporte. A partir desta perspectiva, este estudo é focado na observação da percepção dos espectadores sobre a atuação das mulheres como apresentadoras do JN em reportagens esportivas e da forma como estes espectadores verificam a representação da mulher no telejornal. O lugar da mulher, especialmente no jornalismo esportivo, vem crescendo exponencialmente com o tempo. Se antes eram vistas muito por sua aparência física, hoje vêm, cada vez mais, ganhando espaço e sendo reconhecidas por seu conhecimento, desenvoltura e habilidade frente às câmeras, muitas vezes superando homens e demonstrando que futebol, assim como todos os esportes, também é assunto feminino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Manuelle Motta Marques de Lima, UFPEL

Graduada em Jornalismo pela UFPel.

Vernihu Oswaldo Pereira Neto, UFPEL

Graduando em jornalismo pela Universidade Federal de Pelotas.

Michele Negrini, UFPEL

Professora Associada da Universidade Federal de Pelotas. Doutorado em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2010). Mestrado em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005).

Roberta BRANDALISE, FACULDADE CASPER LÍBERO

Professora da Faculdade Cásper Líbero. Doutorado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP) (2011). Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP) (2006).

Referências

BAGGIO, Luana Maia. Representação da mulher no telejornalismo esportivo: a atuação da jornalista Renata Fan no programa Jogo Aberto da TV Bandeirantes. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) – Centro Universitário Franciscano, Santa Maria, 2012. Disponível em: https://lapecjor.files.wordpress.com/2011/04/representac3a7c3a3o-da-mulher-no-telejornalismo-esportivo-a-atuac3a7c3a3o-da-jornalista-renata-fan-no-programa-jogo-aberto-da-tv-bandeirantes.pdf. Acesso em: 28 jan. 2019.

BERGAMO, Alexandre; MICK, Jacques; LIMA, Samuel. Perfil do jornalista brasileiro: características demográficas, políticas e do trabalho jornalístico 2012 - síntese dos principais resultados. 2013. Disponível em: http://perfildojornalista.ufsc.br/files/2013/04/Perfil-do-jornalista-brasileiro-Sintese.pdf. Acesso em: 28 jan. 2019.

CASADEI, Elisa Bachega. A inserção das mulheres no jornalismo e a imprensa alternativa: primeiras experiências do final do século XIX. Alterjor: Jornalismo Popular e Alternativo, São Paulo, v. 1, n. 3, não paginado, jan./jun. 2011. Disponível em: http://www.usp.br/alterjor/ojs/index.php/alterjor/article/view/aj3-d3/pdf_41. Acesso em: 28 jan. 2019.

CHAMBERS, Deborah; STEINER, Linda; FLEMING, Carole. Women and journalism. New York: Rutledge, 2004.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2008.

HABIB, Lia. Jornalista: profissão mulher. 1. ed. São Paulo: Sapienza, 2005.

MAIA, Wander Veroni. Edição no Jornal Nacional e Jornal da Record: uma análise comparativa a partir dos critérios de noticiabilidade dos telejornais de rede. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Jornalismo) – Departamento de Ciência da Comunicação, Centro Universitário de Belo Horizonte, Belo Horizonte, 2007. Disponível em: http://www.bocc.ubi.pt/pag/maia-wander-edicao-jornal-nacional-jornal-record.pdf. Acesso em: 28 jan. 2019.

MOSCOVICI, Serge. A representação social da psicanálise. Tradução de Cabral. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

RIBEIRO, José Hamilton. Jornalistas: 1937 a 1997: história da imprensa de São Paulo vista pelos que batalham laudas (terminais), câmeras e microfones. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1998.

ROCHA, Paula Melani. A profissionalização no Jornalismo e o mercado de trabalho para mulheres no Estado de São Paulo. Revista Jurídica Eletrônica UNICOC, n. 2, p.1-10, out. 2005. Disponível em: https://livros-e-revistas.vlex.com.br/source/revista-juridica-eletronica-unicoc-4669/issue_nbr/%232?_ga=2.186185258.261790792.1548762701-790354449.1548762701. Acesso em: 29 jan. 2019.

ROCHA, Maria Meriane Vieira; ARAÚJO, Eliany Alvarenga de. Competência Informacional e Atuação do Profissional da Informação – Biliotecário. In: VIII ENANCIB – Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, ed. 8, 2007, Salvador. Anais Eletrônicos... Salvador, UFP, 2007. Disponível em: http://www.enancib.ppgci.ufba.br/artigos/GT6--028.pdf. Acesso em: 11 nov. 2015.

SÊGA, Rafael Augustus. O conceito de representação social nas obras de Denise Jodelet e Serge Moscoviti. Revista Anos 90: Periódico Semestral do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, n. 13, p. 128-133, 2000. Disponível em: http://www.ufrgs.br/ppghist/anos90/13/13art8.pdf. Acesso em: 3 nov. 2015.

SOUSA, Rainer Gonçalves. Atenas, Esparta e as mulheres. 2015. Disponível em http://www.brasilescola.com/historiag/atenas-esparta-as-mulheres.htm. Acesso em: 4 set. 2015.

Downloads

Publicado

11.03.2019

Como Citar

DE LIMA, M. M. M.; PEREIRA NETO, V. O.; NEGRINI, M.; BRANDALISE, R. <B>A mulher e o esporte: uma análise da credibilidade das apresentadoras do Jornal Nacional na apresentação de notícias esportivas</B>. Revista Panorama - Revista de Comunicação Social, Goiânia, Brasil, v. 8, n. 2, p. 34–40, 2019. DOI: 10.18224/pan.v8i2.7006. Disponível em: https://seer.pucgoias.edu.br/index.php/panorama/article/view/7006. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos / Articles