Bezendores e Raizeiros:saberes partilhados na comunidade remanescente de Quilombo de Santana da Caatinga - 1940-2011

Giselda Shyrley da Silva

Resumo


Resumo: este artigo busca versar sobre as benzeções e uso de raízes e ervas na comunidade
de remanescentes de Quilombo de Santana da Caatinga, município de João Pinheiro, MG
aqui cenarizada no período balizado de 1960 a 2011. O olhar lançado tem por objetivo
perceber o significado dessas práticas para os benzedores da localidade, a relação com
a religiosidade e como estes saberes e fazeres foram se institucionalizando, sendo estes
construídos/reconstruídos durante a trajetória histórica. luz de referenciais buscados na
História Cultural e tendo como suporte empírico fontes plurais que incluem entrevistas
com narradores do lugar, objetos e símbolos utilizados pelos benzedores no momento da
oração e documentação obtida em arquivos.

Palavras-chave: Religiosidade. Benzeções. Remanescente quilombo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v3i1.1827

Rodapé - Mosaico
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND

MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (05/09/2017 - 12/08/2021)

Fonte: Google Analytics.