A HERANÇA DE MARTE: NOVAS ABORDAGENS METODOLÓGICAS ACERCA DA ARQUEOLOGIA DA GUERRA EM PERNAMBUCO-BRASIL

Autores

  • Izabela Pereira de Lima Universidade Federal de Pernambuco
  • Lucas Alves da Rocha Universidade Federal de Pernambuco
  • Henry Sócrates Lavalle Sullasi Universidade Federal de Pernambuco
  • Carolina Pereira da Silva Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).
  • Clara Diana Figueirôa Santos Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

DOI:

https://doi.org/10.18224/hab.v19i2.9119

Palavras-chave:

Arqueologia da Guerra, Arqueologia Histórica, Arqueologia do Conflito, Guerra Brasílica, Metodologia.

Resumo

A cada ano, mais e mais pesquisadores vêm se interessando pela guerra no contexto arqueológico, principalmente dentro do Brasil, partindo de estudos ligados a pinturas rupestres até naufrágios e pontos estratégicos da segunda guerra mundial no litoral brasileiro. Porém, a proposta deste trabalho é trazer com base nas pesquisas realizadas em especial em Pernambuco, um panorama acerca dos estudos da arqueologia da guerra no Nordeste do Brasil, com enfoque em sítios arqueológicos dos séculos XVI ao XVIII. Não só será apontado os estudos, como novas metodologias, reflexões acerca do tema como novos horizontes para os interessados no estudo no Brasil e até mesmo fora dele.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Izabela Pereira de Lima, Universidade Federal de Pernambuco

Doutoranda em arqueologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Bioarqueologia, arqueologia das fortificações

Lucas Alves da Rocha, Universidade Federal de Pernambuco

Mestrando em arqueologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Arqueologia das fortificações.

Henry Sócrates Lavalle Sullasi, Universidade Federal de Pernambuco

Docente do Departamento de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco

Carolina Pereira da Silva, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Mestranda em Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Clara Diana Figueirôa Santos, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Doutoranda em Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Referências

ALBERTI, Leon Battista. Da arte de construir: tratado de arquitetura e urbanismo. São Paulo: Hedra, 2012.

ALBUQUERQUE, Marcos. Holandeses em Pernambuco: Rescate material de la historia. In: PÉREZ, José Manuel Santos; SOUZA, George F, Cabral (orgs.). El desafio holandês al domínio ibérico em Brasil em el siglo XVII. Salamanca: Ediciones Universidad Salamanca, 2006. p. 107-160.

ALBUQUERQUE, Marcos; LUCENA, Veleda. Relatório sumário das atividades – 1972 até setembro de 1975. Recife: UFPE, 1975

ALBUQUERQUE, Marcos; LUCENA, Veleda. Forte Real do Bom Jesus: resgate arqueológico de um sítio histórico. Recife: CEPE, 1988.

ALBUQUERQUE, Marcos; LUCENA, Veleda. Arraial Novo do Bom Jesus: consolidando um processo, iniciando um futuro. Recife: Graftorre, 1997.

AURÉLIO, Marco. Meditações. São Paulo: Martin Claret, 2003.

ARMSTRONG, Karen. Campos de sangue: religião e história da violência. São Paulo: Companhia das letras, 2016.

BRAUDEL, Fernand. Civilização material, economia e capitalismo séculos XV-XVIII: As estruturas do cotidiano. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BERTAUT, Jules (org.). Napoleão Bonaparte: Manual do líder. Porto Alegre: L&PM, 2011.

COSCÓN, Luís. Tratado de expugnación de plazas. MSS/9565.

DELGADO, James P. et al. The Archeology of War: tracing the evolution of warfare from Paeolithic times to today. Hatherleigh Press, 2005.

DOSTOIÉVSKI, Fiodór. Crime e castigo. São Paulo: Todavia, 2019.

FIRRUFINO, Julio César. Platica Manual y Breve Compendio de Artilleria. Madri: Tipografia de Alonso Martin, 1626.

FOARD, Glenn; MORRIS, Richard. The Archeology of English Battlefields: conflict in the Pre-indutrail Landscape. Londres: Council for British Archeology, 2012.

FLUDD, Robert. Utriusque Cosmi Maioris Scilicet Et Minoris Metaphysica, Physica Atque Technica Historia. Frankfrut: Oppenhemii: aere Johan-Theodori de Bry, typis Hieronymi Galleri, 1618.

FUNARI, Pedro. P. et al. Arqueologia da Repressão e da Resistência: América Latina na era das ditaduras (1960-1980). São Paulo: Annablume; Fapesp, 2008.

FUNARI, Pedro P.; LINO, Jaisson Teixeira. Arqueologia da Guerra e do conflito. Campinas: Unicamp, 2013

GALINDO, Marcos; MENEZES, José Luiz da Mota. Desenhos da Terra: Atlas Vingboons. Recife: Banco Real, 2003.

GANEM, Endi Souza. Um estudo sobre arqueologia urbana: compreendendo a ocupação civil e a evolução da rua de São Jorge entre os séculos XVII e XIX. 2017. 100 f. Monografia (Graduação em arqueologia) – Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2017.

GEIER, Clarence R.; BABITS, L. E.; SCOTT, D.; ORR, D. G. (ed.). Historical Archaeology of Military Sites: Method and Topic. Texas: Texas A&M University Press, 2010.

GOSDEN, Chris. Pré-história: uma introdução. São Paulo: L&PM, 2019.

HOBBES, Thomas. O Leviatã. São Paulo: Martin Claret, 2009.

KAUFMANN, J. K.; KAUFMANN, H. W. The Medieval Fortress: castles, forts and walled cities of the middles ages. Da Capo: Cambridge, 2004.

KEEGAN, John. Uma história da guerra. São Paulo: Companhia de Bolso, 2006.

LANDA, Carlo; LARA, Odlanyer Hernández de (eds.). Sobre Campos de Batalla: Arqueologia de conflictos bélicos en América Latina. Buenos Aires: Aspha, 2014.

LANDA, Carlo; LARA, Odlanyer Hernández de (eds.). Arqueología en Campos de Batalla: América Latina en perspectiva. Buenos Aires: Aspha, 2020.

LAUWERS, Michael. O nascimento do cemitério: lugares sagrados e terra dos mortos no Ocidente medieval. São Paulo: Unicap, 2015.

LEDESMA, Pedro de. Pesca de perlas y busca de galeones.

LOUTH, Warwick. The Arte Militare: the Application of 17th Century Military Manuals to Conflict Archeology. West Midlands: Helion & Company limit, 2016.

LIMA, Izabela Pereira. Em busca dos mortos do passado: Caracterização funerária do cemitério Pilar, Quadra 45. 2016. 150 f. Monografia (Graduação em arqueologia) – Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2016.

MELLO, José Antônio Gonsalves de Mello. Tempo de Jornal. Recife: Massagana, 1994.

MELLO NETO, Ulysses Pernambuco de. Cabo de Santo Agostinho e Baia de Suape. Recife: Fundarpe, 1979.

MENELAU, Vera Lucia. Relatório de avaliação de impacto ao patrimônio arqueológico (RAIPA) das obras da CTR ecoparque Muribeca. Recife: LEÃO PARTICIPAÇÕES SOCIETÁRIAS LTDA, 2020.

MENELAU, Vera Lucia. Relatório Final de Avaliação de Impacto ao Patrimônio Arqueológico das Obras de Pavimentação e Drenagem, Esgotamento Sanitário e Sistema de Abastecimento de Água na Vila Nazaré - Complexo Industrial Portuário Governador Eraldo Gueiros - Cabo de Santo Agostinho - PE. Recife: TPF engenharia, 2017.

MIRANDA, R. T. O uso de técnicas espectroscópicas no estudo da diagênese óssea - Um estudo de caso em remanescentes ósseos do sítio arqueológico do Pilar- Recife-PE. 2016. 119 p. Graduação (Graduação em Arqueologia.) UFPE, 2016.

MORRIS, Ian. Guerra: o horror da guerra e seu legado para a humanidade. São Paulo: Leya, 2018.

OLIVEIRA, Mário Mendonça. As fortalezas e a defesa de Salvador. Brasília: IPHAN, 2008.

OLIVEIRA, Gabiel Frechiana. et al. Arqueologia da guerra: Representação de conflitos nas cenas de pinturas rupestres da Serra da Capivara/PI. Rio de Janeiro: Alexa cultural, 2017.

PETTER, Nicholas. lare onderrichtinge der voortreffelijcke worstel-konst : verhandelende hoemen in alle voorvallen van twist in handtgemeenschap, sich kan hoeden : en alle aengrepen, borst-stooten, vuyst-slagen &c. versetten. Amsterdã: Johannes Janssonius van Waesberge, 1674.

ROCHA, Lucas Alves; LIMA, Izabela Pereira. Projeto de resgate arqueológico e histórico do forte de Nazaré - Cabo de Santo Agostinho-PE. Apresentação Oral realizada no I simpósio Internacional de Arqueologia de engenhos. Recife, 2015.

ROCHA, Lucas Alves; LIMA, Izabela P. A invasão que não aconteceu: A guerra dos sete anos e o impacto no sistema defensivo de Pernambuco entre 1762 e 1763. III Encontro Nacional do Núcleo de Estudo do Mundo Atlântico/ III Encontro Nacional do Núcleo de Estudo de Impérios Colônias. Anais... Edufpe: Recife. 2019. p. 140-154.

ROCHA, Lucas Alves; LIMA, Izabela Pereira. Subsídios para história do patrimônio luso-brasileiro: O alvará de lei de Dom João V e o cuidado com os bens materiais no século XVIII. Revista Arche - Revista dos discentes em arqueologia, v. 1, n. 2, jan./jun. 2021. no prelo.

ROCHA, Lucas Alves; LIMA, Izabela Pereira. Os múltiplos campos de Marte: Uma introdução a Arqueologia do Conflito no Nordeste do Brasil. III semana de arqueologia da UFPE. Anais... Recife: EdUFPE, 2020

ROCHA, Lucas Alves ; LIMA, Izabela Pereira; GANEM, Endi Souza. Do caminho do “arrecife de areia” à Rua de São Jorge: A evolução histórica, urbana e arqueológica do “fora de portas” do Recife entre os séculos XVI ao XXI. In: SILVA, Sérgio Francisco Serafim Monteiro da (org.). Arqueologia da morte no sítio do Pilar: um outro olhar sobre os europeus no Recife do século XVII. Recife: EdUFPE, 2019. no prelo.

ROCHA, Lucas Alves. Preservação, Patrimônio e Arqueologia: O Forte Real de Nossa Senhora de Nazaré, uma fortificação seiscentista, Pernambuco, Brasil. 2017. 148 f. Monografia (Graduação em Arqueologia) – Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2017.

ROUSSEAU, Jean Jacques. Do contrato social e Discurso sobre a origem e os fundamentos das desigualdades entre os homens. São Paulo: Nova cultural, 1991.

SANTOS, Clara Diana Figuerôa. Datação e caracterização de argamassa e tijolo da Portada Principal do Forte Orange, Itamaracá, Pernambuco.2017. 160 f. Monografia (Graduação em Arqueologia) – Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2017.

SANTOS, Clara Diana Figuerôa; SULLASI Henry. L.; ALBUQUERQUE Marcos; SANCHEZ, Manuel Alfredo Espinoza. Estudo de argamassa e tijolos da Portada principal do Forte Orange, Itamaracá, PE- Brasil. Fumdhamentos, v. XVII, n. 1, p. 33-56, 2020.

SCOTT, Douglas D. Studying the archeology of war: A model based on the investigation of fortier Military Sites in the American Trans-Mississippi West. In: MAJEWSKI, Teresita; GAMSTER, David (eds.). International Handbook of Historical Archaelogy. Nova York: Springer. 2009. p. 299-318.

SILVA, Carolina Pereira. Comparação entre plataformas de aquisição de imagens e indicações de danos nas estruturas do Forte Castelo do Mar e Quartel Velho - Cabo de Santo Agostinho - PE. 2019. 100 f. Monografia (Graduação em Arqueologia) – Departamento de Arqueologia, UFPE, Recife, 2019.

SILVA, Francisco Carlos Teixeira da; SOUSA LEÃO, Karl Schurster. Por que a guerra? Das batalhas gregas a ciberguerra- uma história de violência entre os homens. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2018.

SILVA ROSA, Roberta; RAMBELLI, Gilson. Vestígios da Segunda Guerra Mundial nas Praias Sergipanas: Reflexões Arqueológicas. Navigator, Rio de Janeiro, Marinha, v. 16, n. 32, p. 1-15, 2020.

VITRÚVIO. Tratado de arquitetura. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

WHITE, Leslie A.; DILLINGHAM, Beth. O conceito de cultura. Rio de Janeiro: Contraponto, 2009.

Downloads

Publicado

04-03-2022

Como Citar

LIMA, I. P. de; ROCHA, L. A. da; SULLASI, H. S. L.; DA SILVA, C. P.; SANTOS, C. D. F. A HERANÇA DE MARTE: NOVAS ABORDAGENS METODOLÓGICAS ACERCA DA ARQUEOLOGIA DA GUERRA EM PERNAMBUCO-BRASIL. Revista Habitus - Revista do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia, Goiânia, Brasil, v. 19, n. 2, p. 255–275, 2022. DOI: 10.18224/hab.v19i2.9119. Disponível em: https://seer.pucgoias.edu.br/index.php/habitus/article/view/9119. Acesso em: 15 jun. 2024.