Em Nome do Pai: análise do Mausoléu Familiar como fato de distinção dentro da arte tumular

Autores

  • Clarissa Grassi
  • Fábio Domingos Batista

DOI:

https://doi.org/10.18224/hab.v10.2.2012.241-257

Resumo

Resumo: partindo-se das similitudes encontradas entre a cidade dos mortos e a cidade dos vivos, o presente artigo objetiva traçar um paralelo entre a arquitetura praticada pela sociedade do Ancién Régime no séc. XVIII e as características do mausoléu da família de Carlos José Franco Oliveira de Souza, localizado no Cemitério Municipal São Francisco de Paula em Curitiba, utilizando-se a estética como fator de distinção. Palavras-chave: Arte tumular. Distinção. Arquitetura. Mausoléu.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Como Citar

GRASSI, C.; BATISTA, F. D. Em Nome do Pai: análise do Mausoléu Familiar como fato de distinção dentro da arte tumular. Revista Habitus - Revista do Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia, Goiânia, Brasil, v. 10, n. 2, p. 241–257, 2013. DOI: 10.18224/hab.v10.2.2012.241-257. Disponível em: https://seer.pucgoias.edu.br/index.php/habitus/article/view/2829. Acesso em: 22 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos / Articles