ALGUMAS CONSIDERAÇÕES ACERCA DA CONFIGURAÇÃO TEMPORAL EM UNE SI LONGUE LETTRE, DE MARIAMA BÂ

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18224/gua.v13i3.13782

Palavras-chave:

Une si longue lettre, Gérard Genette, Anacronias, anisocronias

Resumo

Neste artigo, examinamos como o romance Une si longue lettre (1979), da escritora senegalesa Mariama Bâ se configura temporalmente. Para empreender tal estudo, baseamo-nos nossas análises na teoria estruturalista sobre o discurso da narrativa, de Gérard Genette (2017). Bâ lança mão de diversos expedientes a fim de informar o leitor da história pregressa de sua protagonista, Ramatoulaye Fall. Ademais, serve-se de distintos artifícios literários com vistas a imprimir dinamicidade a seu primeiro trabalho literário. Neste trabalho, ênfase será conferida às anacronias e às anisocronias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Goiandira Ortiz de Camargo, Universidade Federal de Goiás

Possui mestrado em Letras e Linguística pela Universidade Federal de Goiás (1988) e doutorado em Letras Vernáculas (Literatura Brasileira) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997). Fez Estágio de Pós-Doutoramento na Universidade de Lisboa sobre poesia contemporânea (2009). Coordena a Rede Goiana de Leitura e Ensino de Poesia. Ministra aulas no Programa de Pós-Graduação em Letras e Linguística - Faculdade de Letras (UFG); e no Programa de Pós-graduação em Performances Culturas (UFG). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal de Goiás. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Teoria da Literatura, atuando principalmente nos seguintes temas: teoria da lírica, crítica literária, poéticas da modernidade, lírica contemporânea brasileira e portuguesa, leitura, formação de leitor, ensino e vocalização de poesia. Bolsista de Produtividade em Pesquisa nível 2.

Philippe Humblé, Vrije Universiteit Brussel (VUB)

Possui graduação em Filologia Românica - Universidade Católica de Louvain (Bélgica) (1978), Mestrado Estudos Hispânicos pela mesma universidade (1982) e doutorado em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) pela Universidade Federal de Santa Catarina / University of Birmingham UK (1997). Fez Pós-Doutorado na Universidade Católica de Louvain (2003-2004). Trabalhou de 1984 a 2008 na Universidade Federal de Santa Catarina, dando aulas de Espanhol (língua e literatura) na Graduação e de Tradução e Lexicografia na Pós-Graduação em Estudos da Tradução e na Pós-Graduação em Linguística. Professor visitante na Sichuan University (China). Ele tem experiência na área de Linguística Aplicada, atuando principalmente nas seguintes áreas: Tradução, Literatura espanhola, Literatura latino-americana e Literatura japonesa e chinesa em tradução. Desde 2008 trabalha no Departamento de Linguística Aplicada (espanhol) da Vrije Universiteit Brussel em Bruxelas (Bélgica), universidade da qual ele se aposentou em 2020. Continua orientando teses de doutorado e mestrado na mesma universidade, além de uma disciplina de tradução. Além das áreas acima mencionadas, trabalha atualmente com tradução literária, literatura comparada -mais especificamente de comunidades de imigrantes-, e comunicação intercultural. Em 2021 ele foi agraciado com uma bolsa de pesquisador visitante na UFSC com um projeto sobre os (auto-)tradutores judeus exilados Roberto Schopflocher e Sándor Lénárd, e o também exilado Kader Abdolah.

Referências

BÂ, Mariama. Une si longue lettre. NEA: Dakar/Abidjan/Lome, 1979.

GENETTE, Gérard. Nouveau discours du récit. Paris : Seuil, 1983.

GENETTE, Gérard. Figuras III. Tradução de Ana Alencar. São Paulo: Estação da Liberdade, 2017.

TODOROV, Tzvetan. As categorias da Narrativa Literária. In: BARTHES, Roland et al. Análise estrutural da narrativa. Tradução de Maria Zélia Barbosa Pinto. Petrópolis/RJ: Ed. Vozes, 1972, p. 209-254.

Downloads

Publicado

22.05.2024

Como Citar

ALMEIDA DE OLIVEIRA, A.; ORTIZ DE CAMARGO, G.; HUMBLÉ, P. ALGUMAS CONSIDERAÇÕES ACERCA DA CONFIGURAÇÃO TEMPORAL EM UNE SI LONGUE LETTRE, DE MARIAMA BÂ. Revista Guará - Revista de Linguagem e Literatura, Goiânia, Brasil, v. 13, n. 3, p. 452–462, 2024. DOI: 10.18224/gua.v13i3.13782. Disponível em: https://seer.pucgoias.edu.br/index.php/guara/article/view/13782. Acesso em: 22 jun. 2024.