EXPRESSIVIDADE LÍRICA NA POÉTICA DE LEODEGÁRIA DE JESUS E CORA CORALINA: ENTRE O POÉTICO E A RELIGIOSIDADE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18224/gua.v13i3.13471

Palavras-chave:

Literatura feminina regional, Religiosidade, Memória, Poesia

Resumo

Ao refletirmos sobre pontos de intersecção entre a vida e sua exposição nos produtos de cultura, deparamo-nos com objeto de alta carga simbólica para tratarmos a identidade goiana, na fusão de elementos do cotidiano e da religiosidade em versos poéticos, revelando uma dimensão mística que permeia a vida das pessoas simples do interior de Goiás. A análise concentra-se na história de duas mulheres: Leodegária, uma mulher negra e figura proeminente na tradição da igreja em Goiás, que foi uma das primeiras a publicar um livro de poesia na região, e Cora Coralina, uma mulher desafiante, ícone de uma identidade construída à força da resistência. Os poemas dessas escritoras testemunham a antropologia e a cultura do cerrado goiano, iluminando os dilemas enfrentados nesse contexto. Além disso, são exploradas as entrelinhas dos poemas, revelando a estrutura tradicional da mulher submissa e celebrada nos preceitos patriarcais da tradição da Igreja. Ambas como escritoras exploram a memória coletiva e individual de seu povo. Pensando nos objetos do cotidiano baseou-se em versos mesclados de elementos mesclados com a religiosidade, trazendo à tona a dimensão mística que permeia a vida das pessoas simples do interior de Goiás. A partir dessa análise, será feita uma articulação entre a história dessas duas mulheres, dos poemas interpretados que revelam, no contexto de que fazem referência, antropológica e cultural clareando impasses no cerrado goiano. Além disso, também será abordada a estrutura tradicional da mulher submissa e cumpridora dos preceitos patriarcais da tradição da Igreja, presente nas entrelinhas de seus poemas. Ambas as escritoras exploram a memória coletiva e individual de seu povo e com essas poetisas abrem-se portas para o mundo poético feminino em Goiás.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cosme Juares Juares Moreira Streglio, Pontifícia Universidade Católica de Goiás

Mestre em Letras e Doutorando em Ciência da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. Trad. Alfredo Bosi. São Paulo: Martins Fontes, 1998.BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. Org. por Sérgio Miceli. São Paulo: Perspectiva, 1974, p. 27-78.

COELHO, Nelly Novaes. A Literatura Feminina no Brasil Contemporâneo. São Paulo: Siciliano, 1993.

CORALINA, Cora. Meu Livro de Cordel.3ª Ed. Global Editora, 1987.

CORALINA, Cora. Vintém de cobre: meias confissões de Aninha”. 6ª ed., São Paulo: Global Editora, 1997, p.145.

CORALINA, Cora. Poema dos Becos de Goiás e Estórias Mais. Rio de Janeiro: Globo, 1965/2014

DENÓFRIO, Darcy França. Lavra dos Goiazes: Leodegária de Jesus. Goiânia: Cânone Editorial, 2001.

DURAND, Gilbert. As estruturas antropológicas do imaginário. Tradução Hélder Godinho. São Paulo: Martins Fontes, 2001 ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano. 1ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

FRANÇA, Basileu. Poetisa. Leodegária de Jesus. Goiânia: Kelps.1996. FRIEDRICH, Hugo. A Estrutura da Lírica Moderna. São Paulo: Duas Cidades, 1978. JESUS, Leodegária de. Coroa de Lírios. Campinas: Editora Livro Azul, 1906.

JESUS, Leodegária de. Orquídeas. São Paulo: Editora Ave Maria, 1928.

QUIJANO, A. (2000). Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In E. Lander (Ed.), A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas (pp. 55-85).

LEMOS, Carolina Teles. Religião e Patriarcado: elementos estruturantes da Concepções e das Relações de Gênero. Revista Caminhos, v.11, n. 2, p. 201-217, 2013.

LURKER, Manfred. Dicionário de Simbologia. São Paulo: Martins fontes, 2003. OTTO, Rudolf. O Sagrado. Um estudo dos elementos não-racional na ideia do divino e sua relação com o racional. Trad. de Prócoro Velasques Filho. Impressa. Metodista, 1985.

PAZ, Octávio. O Arco e a Lyra. 2ª ed. Trad. de Olga Savary. Editora Nova Fronteira,1982.

PAZ, Octávio. Labirinto da solidão 3ª Ed. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1992. PESQUERO, Saturnino Ramón. Cora Coralina: o mito de Aninha. Goiania, Editora UFG, 2003.

Downloads

Publicado

22.05.2024

Como Citar

MOREIRA STREGLIO, C. J. J. EXPRESSIVIDADE LÍRICA NA POÉTICA DE LEODEGÁRIA DE JESUS E CORA CORALINA: ENTRE O POÉTICO E A RELIGIOSIDADE. Revista Guará - Revista de Linguagem e Literatura, Goiânia, Brasil, v. 13, n. 3, p. 412–422, 2024. DOI: 10.18224/gua.v13i3.13471. Disponível em: https://seer.pucgoias.edu.br/index.php/guara/article/view/13471. Acesso em: 22 jun. 2024.