SUJEITOS PERIFÉRICOS E REPRESENTAÇÃO DA PERIFERIA EM OS SUPRIDORES, DE JOSÉ FALERO

Autores

  • Andre Rezende Benatti Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul
  • Naiara Joelma Bispo Silva Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

DOI:

https://doi.org/10.18224/gua.v13i3.13311

Palavras-chave:

Literatura menor, periferia, José Falero, Os Supridores

Resumo

Enquanto processo, a literatura latina americana na contemporaneidade tem representado as relações entre a literatura e o contexto sociocultural salientando as relações sujeito e identidade, com isso, tem se discutido a existência de uma literatura apontada como sendo menor. Neste contexto, este estudo tem como objetivo geral apresentar conceitos acerca da literatura menor, bem como, discutir a representatividade da literatura periférica. Para tanto, tem-se como corpus da pesquisa a obra Os Supridores (2020) de José Falero (1987) é um romance que busca representar a cultura da periferia ressaltando a questão dos espaços em que muito se discute sobre a arqueologia da pobreza, que trata a miséria com base em uma necessidade de se estabelecer a integridade da pessoa humana considerando o direito de viver com dignidade, considerando a desumanização do trabalho assalariado. A metodologia tem como base uma pesquisa bibliográfica com base no material discutido nas aulas de Narrativas Latino-Americanas Contemporâneas, Garramuño (2014); Schollhammer (2011); Agamben (2009); Resende (2008), dentre outros autores que subsidiam a discussão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andre Rezende Benatti, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Doutor em Letras Neolatinas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro; Professor Adjunto da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul.

Naiara Joelma Bispo Silva, Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Mestranda em Letras na Unversidade Estadaual de Mato Grosso do Sul. Bolsista CAPES.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o contemporâneo? e outros ensaios. Tradutor Vinicius

Nicastro Honesko. Chapecó: Argos, 2009.

BARTHES, Roland. S/Z. Tradução de Léa Novaes. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1992.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

BAUMAN, Zygmunt. Cultura como práxis. In: Ensaios sobre o conceito de cultura. Rio de Janeiro: Zahar, 2012

BAUMAN, Z. O mal-estar na Pós-Modernidade. Rio de Janeiro: Zahar Editor, 1997.

CANDIDO, Antonio. “Introdução” in Formação da literatura brasileira: momentos decisivos. 1750-1880. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul; São Paulo: FAPESP, 2009.

DAMATA, Anderson Luís Nunes. Representações e responsabilidade na narrativa brasileira contemporânea. In: DELCASTAGNÈ, Regina; THOMAZ, Paulo C. (org.). Pelas margens: representação na narrativa brasileira contemporânea. São Paulo: Editora Horizonte, 2011.

EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. Tradução de Waltensir Dutra. 6. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

FALERO, José. Os Supridores. São Paulo: todavia, 1ª ed., 2020.

GARRAMUÑO, Florencia. Frutos estranhos: sobre a inespecificidade na estética

contemporânea. Rio de Janeiro: Rocco, 2014.

HALL, Stuart. Quem precisa da identidade? In: SILVA, Tomaz Tadeu da; HALL, Stuart; WOODWARD, Kathryn. (Org.). Identidade e diferença. A perspectiva dos Estudos Culturais. Petrópolis: Vozes, 2000.

HALL, Stuart. A identidade cultural da pós-modernidade. São Paulo: DP&A, 2006.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social. Teoria, método e criatividade. 18 ed. Petrópolis: Vozes, 2001.

NASCIMENTO, Érica Peçanha. Literatura marginal: os escritores de periferia entram em cena. 2006. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2006.

OLIVEIRA, Cleber José de. Literatura modernista e literatura periférica: engajamentos intelectuais de representação e autorrepresentação. ArReDia, Dourados, v. 6, n. 10, p. 43 - 57, jun. 2017. ISSN 2316-6169. Disponível em: https://ojs.ufgd.edu.br/index.php/arredia/article/view/6121. Acesso em: 26 de julho de 2022.

RESENDE, Beatriz. Contemporâneos: expressões da literatura brasileira no século

XXI. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2008.

SANTIAGO, Silviano. Uma literatura anfíbia. In: _____. O cosmopolitismo do pobre: crítica literária e crítica cultural. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2004

SCHOLLHAMMER, Karl Erik. Ficção brasileira contemporânea. 2ª ed., Rio de

Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

SOUZA, Eneida Maria de. "A teoria em Crise" In: Crítica Cult. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2002.

Downloads

Publicado

22.05.2024

Como Citar

REZENDE BENATTI, A.; BISPO SILVA, N. J. SUJEITOS PERIFÉRICOS E REPRESENTAÇÃO DA PERIFERIA EM OS SUPRIDORES, DE JOSÉ FALERO. Revista Guará - Revista de Linguagem e Literatura, Goiânia, Brasil, v. 13, n. 3, p. 390–400, 2024. DOI: 10.18224/gua.v13i3.13311. Disponível em: https://seer.pucgoias.edu.br/index.php/guara/article/view/13311. Acesso em: 22 jun. 2024.