O PAPEL DA IGREJA LUTERANA COMO FATOR DE CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA PARA OS POMERANOS DE ESPIGÃO DO OESTE (RO)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.18224/cam.v19i1.8280

Palavras-chave:

Pomeranos, Luteranos, Terra, Fronteiras étnicas.

Resumo

O trabalho aponta as estratégias de manutenção e reprodução da identidade étnica da comunidade pomerana do município de Espigão d’Oeste em Rondônia, especificamente, discutindo o papel que a Igreja Luterana exerce sobre a comunidade, pois, a terra, família, propriedade e língua nativa formam a sustentação dos traços culturais significativos observados. A Igreja Luterana, ainda, detém função social importante para os pomeranos, seu papel na manutenção da moral cristã orienta a conduta diária da comunidade, a convivência familiar, social e as decisões políticas, principalmente, no ascetismo da conduta econômica e laboral, exercida pelo poder ideológico na manutenção desse ethos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marilina Serra Pinto, Universidade Federal do Amazonas Departamento de Filosofia Programa de Pós-Graduação em Sociologia

Doutora em Ciências Sociais (PUC-SP). Mestra em Filosofia do Conhecimento (Universidade do Porto). Professora no Departamento de Filosofia - Programa de Pós-Graduação em Sociologia (Universidade Federal do Amazonas).

Fábio Martins Silva, Docente da Secretaria de Educação do Estado de Rondônia.

Mestre em Sociologia (UFAM). Bacharel e Licenciado em Ciências Sociais (FAFIRE). Professor concursado pela Secretaria do Estado da Educação.

Referências

BAHIA, Joana. O tiro da bruxa: identidade, magia e religião na imigração alemã. Rio de Janeiro: Garamond, 2011.

BARTH, Fredrik. Grupos étnicos e suas fronteiras. In: POUTIGNAT, Phillipe; STREIFF-FENART, Jocelyne. Teorias da Etnicidade. São Paulo: UNESP, 1998.

BONINO, José Miguez. Rostos do Protestantismo latino-americano. São Leopoldo: Sinodal, 2003.

DROOGERS, André. Religiosidade Popular Luterana. São Leopoldo: Sinodal, 1984.

LINK, Rogério Sávio. Luteranos em Rondônia: o processo migratório e o acompanhamento da Igreja Evangélica Luterana no Brasil (1967-1987). Dissertação (Mestrado em Teologia) - Escola Superior de Teologia, São Leopoldo, Rio Grande do Sul, Brasil, 2004.

MEYER, Dagmar E. E. Identidades traduzidas: cultura e docência teuto-brasileira-evangélica no Rio Grande do Sul. Santa Cruz do Sul/São Leopoldo: EDUNISC/Sinodal, 2000.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. Identidade, etnia e estrutura social. São Paulo: Pioneira, 1976.

OLIVEIRA, Liliane; PINTO, Marilina. Estudo das relações sociopolíticas e religiosas em comunidades rurais da Amazônia. Revista Brasileira de História das Religiões, Maringá-PR, v. 11, n. 33, p. 51-7, 2019.

OLIVEIRA, Liliane; PINTO, Marilina. Os primeiros passos do Protestantismo na Amazônia. Revista Estudos da Religião, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 101-125, 2017.

PESSOA, Maria do Socorro. Ontem e hoje: percurso linguístico dos pomeranos em Espigão do Oeste-RO. Dissertação (Mestrado em Linguística) - Universidade de Campinas, Campinas, São Paulo, Brasil, 1995.

RÖLKE, Helmar Reinhard. Descobrindo raízes: aspectos geográficos, históricos e culturais na Pomerânia. Vitória. Secretária de Produção e Difusão Cultural da Universidade Federal do Espírito Santo, 1996.

SILVA, Fábio Henrique Martins. Fronteiras Étnicas e Estratégias de Reprodução Social dos Pomeranos no Município de Espigão D’Oeste em Rondônia. 2016. Dissertação (Mestrado em Sociologia) - Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Brasil, 2018.

WEBER, Marx. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. Tradução José Marcos de Macedo. São Paulo, Companhia da Letras, 2004.

Downloads

Publicado

20.04.2021

Como Citar

PINTO, M. S.; SILVA, F. M. O PAPEL DA IGREJA LUTERANA COMO FATOR DE CONSTRUÇÃO IDENTITÁRIA PARA OS POMERANOS DE ESPIGÃO DO OESTE (RO). Caminhos - Revista de Ciências da Religião, Goiânia, Brasil, v. 19, n. 1, p. 66–81, 2021. DOI: 10.18224/cam.v19i1.8280. Disponível em: https://seer.pucgoias.edu.br/index.php/caminhos/article/view/8280. Acesso em: 22 jun. 2024.