Chamada para publicações em 2024 - Dossiês Temáticos

01.09.2023

2024/1 – DOSSIÊ: CATOLICISMO PLURAL, SINGULARIDADES CATÓLICAS: QUE CRISTIANISMO É ESTE?

Coordenação:
Dr. Rodrigo Portella (UFJF)
Dr. Wolmir Therezio Amado (PUC Goiás)
Dr. Joaquim Costa (Universidade do Minho, Portugal)

Prazo para Submissão de artigos: até 31 de janeiro de 2024

O cristianismo carrega em si grande amplitude de formas e expressões, institucionais ou não. A maior e mais conhecida de tais expressões – tanto no nível institucional como popular – é o catolicismo. A expressão do cristianismo condensada no catolicismo, por sua vez, também se mostra como um universo bastante plural, acomodando muitas formas de ser católico e, tal multiplicidade de formas ora gera conflitos variados, ora se mostra portadora de uma unidade que transcende as diferenças. Mas, afinal, que cristianismo é este? Haveria nele tópicos teológicos e religiosos impermeáveis ao mundo moderno? Igualmente haveria questões de doutrina e vida que estão abertas ao diálogo e a tomar sobre si novos significados? Quais os limites, as fronteiras, do catolicismo? O que tem ele de singular em sua fé? Como lida ele com a pluralidade, a diversidade que caracteriza o mundo moderno? Tais são algumas das perguntas que norteiam o presente dossiê, fruto do III Simpósio Internacional de Estudos do Catolicismo, promovido pelo NEC (Núcleo de Estudos do Catolicismo), vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Ciência da Religião da Universidade Federal de Juiz de Fora, em parceria com o Programa de Pós-Graduação em Ciências da Religião da Pontifícia Universidade Católica de Goiás. Este dossiê receberá artigos que contemplem a temática em tela, a partir de vários olhares epistemológicos e metodológicos que se debruçam em pesquisas sobre o catolicismo.

Os textos devem observar todas as Diretrizes para Autores.

 

2024/2 – DOSSIÊ: OS ESPIRITUALISMOS EM PERSPECTIVA

Coordenação:
Dr. Luiz Signates (PUC Goiás e UFG)
Dra. Ângela Teixeira de Moraes (UFG)

Prazo para Submissão de artigos: até 31 de maio de 2024

Esta é uma proposta de dossiê que pretende reunir artigos sobre as novas espiritualidades a que temos denominado o espiritualismo. As vertentes espiritualistas conformam um vasto grupo de religiosidades cuja perspectiva costuma ser não salvacionista, constituindo religiões evolucionistas, de iluminação, que percorrem largo espectro de possibilidades, desde as religiosidades não-cristãos, como as várias correntes orientais, até as neocristãs, como as diferentes modalidades de espiritismos no Brasil e em outros países, inclusive muitas derivações dos cultos africanos revividos, bem como os espíritas e espiritualistas laicos ou não religiosos. São, em geral, religiosidades éticas, às vezes constituidoras de literaturas e práticas terapêuticas, de autoajuda, de tratamento espiritual, mas sempre modeladoras de comportamentos ancorados em princípios, que objetivam a conquista de paz, solidariedade, caridade, consciência espiritual e felicidade como produto da prática do bem, da mansuetude, da humildade e do conhecimento espiritual profundo. Sua conformação é bastante variada, constituindo grupos os mais diversos de espiritualidades ecológicas, holísticas, deístas ou laicas. Há décadas, a literatura especializada, à falta de elementos comuns específicos, denomina tais vertentes como novos movimentos religiosos ou novas espiritualidades. Admitindo que o adjetivo “novo” pouco significa, temos articulado esses estudos como sendo o âmbito dos “espiritualismos”, com estrita e exclusiva orientação teórica, isto é, sem a exigência de que qualquer denominação ou corrente assuma esse conceito como descritivo de sua própria identidade. Temas considerados relevantes: Espiritismos; Espiritualismos; Religiosidades não cristãs; Religiões não salvacionistas; Religiões de iluminação; Religiosidades éticas; Religião e autoajuda; Evolução espiritual; Terapias espirituais; Ritos e religiões mediúnicas; Literatura espiritualista; Nova Era; Decolonialidade espiritual; Espiritualistas laicos ou sem religião.

Os textos devem observar todas as Diretrizes para Autores.

 

2024/3 – DOSSIÊ: AS TRADIÇÕES ORIGINÁRIAS DOS TEXTOS SAGRADOS E SUA FORMAÇÃO

Coordenação:
Dr. Mariosan de Sousa Marques (PUC Goiás)
Dr. Leonardo Pessoa da Silva Pinto (Pontifício Instituto Bíblico – Roma)

Prazo para Submissão de artigos: até 30 de setembro de 2024

O dossiê reunirá contribuições dos pesquisadores que lidam com a formação dos textos considerados sagrados do judaísmo, cristianismo, islamismo e outras religiões. O terminus ad quem que constitui o caráter canônico dos textos religiosos é sempre precedido por uma amplitude de processos gestadores dos mesmos. O ponto de partida, a mensagem, mormente proclamada a viva voz pelo profeta carismático, entra num processo de transmissão oral no qual ganha contornos e enriquecimentos conteudísticos e semânticos, passando posteriormente pela sedimentação literária, resultando em tramas narrativas literárias entrelaçadas segundo o gênero literário, os escopos teológicos e os desafios das novas gerações dos crentes. As estruturas religiosas consolidadas, resultantes, normalmente, da posição determinante de figuras masculinas que adquirem caráter sacro, defensores da pureza da mensagem, passam a atestar a veracidade dos escritos, reconhecendo a validade ou não dos mesmos para, em uso litúrgico, veicular a substância da experiência mística inicial. Postas outras condições geográficas, com novos desafios culturais e linguísticos, o registro literário costuma passar por releituras e reinterpretações, a começar pela versão do escrito em novo idioma, entrando numa nova janela de compreensão do mundo e do texto. Temas relevantes para essa seção da Revista Caminhos são: experiência religiosa fundante, tradições orais, fontes literárias, traduções antigas, teologias dos livros, personagens masculinos na determinação da veracidade dos livros sagrados, exclusão das mulheres do processo de decisão canônica, entre outros igualmente atinentes ao escopo da proposta.

 Os textos devem observar todas as Diretrizes para Autores.