A Cobertura Jornalística sobre Crianças e Jovens em Situação de Risco: discussões introdutórias

Vinicius Neder, Leonel Aguiar

Resumo


O objetivo deste trabalho é apresentar as discussões iniciais de pesquisa que analisa a cobertura, na imprensa escrita diária, sobre crianças e adolescentes em situação de risco. Do ponto de vista da história da formação social brasileira, essa cobertura dialoga com um sistema de controle social excludente, que associa a juventude em situação de risco com o estereótipo criminal. A principal pergunta que a pesquisa visa a responder é como esse processo de cristalização do estereótipo criminal se dá no discurso jornalístico. Metodologicamente, o objeto da pesquisa é recortado em três níveis: análise dos relatórios Infância na mídia, da Agência de Notícias dos Direitos da Infância (ANDI); análise de reportagens agraciadas com o Prêmio Esso; e entrevistas com jornalistas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/ser.v1i1.849