INICIAÇÃO CIENTÍFICA E PESQUISA EM COMUNICAÇÃO: UM PANORAMA TEMÁTICO DO CENTRO INTERDISCIPLINAR DE PESQUISA DA CÁSPER LÍBERO ENTRE 2003 E 2019

Luis Mauro Sa Martino, Gabriel Bellemo Balog

Resumo


Este artigo delineia algumas tendências dos estudos de comunicação presentes em 219 pesquisas de iniciação científica realizadas na Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, de 2003 a 2019. A análise enfoca os títulos e temas dos trabalhos, entendidos como indicadores dos temas abordados. Os dados preliminares sugerem três elementos principais: (1) a abordagem é amplamente interdisciplinar: 97% das pesquisas abordam a mídia a partir de sua relação com outras práticas sociais, profissionais e culturais; (2) a variedade temática inclui uma ampla gama de temas, da literatura ao cinema, do esporte à educação, em suas interfaces com vários meios de comunicação. (3) Diacronicamente, é possível perceber o surgimento de assuntos como mídia digital, estudos de gênero e identidade a partir de 2008 até o presente. Esses resultados são discutidos em perspectiva epistemológica, na medida em que parecem refletir tendências mais amplas da pesquisa em comunicação.

Palavras-chave


Iniciação Científica. Pesquisa em Comunicação. Interdisciplinaridade. Cásper Líbero.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Afonso. Os desafios epistemológicos da comunicação mediada por computador. Revista Fronteiras, n. 4, dez. 2002.

BACHELARD, G. Epistemologia. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

BECKER, F. Reflexões de um quinto de pesquisadora. In: MALDONADO, A. E. et alli. Metodologias de Pesquisa em Comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2006.

BIANCHETTI, L.; OLIVEIRA, A.; SILVA, E. L.; TURNES, L. A iniciação à pesquisa no Brasil: políticas de formação de jovens pesquisadores. Educação, Santa Maria, v. 37, n. 3, p. 569-584, set./dez. 2012.

BOAVENTURA, Katrine Tokarski. A Comunicação e a Perspectiva Interdisciplinar: um mapa de definições, usos e sentidos do termo. Brasília: UnB, 2014.

BONIN, J. Elementos para pensar a formação e o ensino em teorias da comunicação. Conexão. Caxias do Sul, vol. 4, no.8, jul/dez 2005.

BOURDIEU, Pierre. Aula. São Paulo: Ática, 1996.

BOURDIEU, Pierre. Os usos sociais da ciência. São Paulo: Unesp, 2016.

BOURDIEU, Pierre. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BRAGA, Adriana. Introdução à ecologia das mídias. In: STRATE, Lance; BRAGA, Adriana; LEVINSOHN, Paul. Introdução à ecologia da mídia. São Paulo: Loyola, 2019.

BRAGA, José Luiz. Constituição do Campo da Comunicação. São Leopoldo: Unisinos, 2011.

BRAGA, José Luiz. Dispositivos Interacionais. São Leopoldo: Unisinos, 2011.

BRAGA, José Luiz. Os estudos de interface como espaço de construção do Campo da Comunicação. São Leopoldo: Unisinos, 2004.

COSTA, Tainá G. Comunicação e interdisciplinaridade: algumas notas exploratórias sobre as bases epistemológicas da área. São Paulo: Cásper Líbero, 2016.

DIAS, Juliana de Freitas. O sistema do cordel: a literatura da comunicação. São Paulo: Cásper Líbero, 2009.

FAVA-DE-MORAES, Flávio; FAVA, Marcelo. Iniciação científica: muitas vantagens e poucos riscos. São Paulo em Perspectiva, vol. 14, no. 1, 2000, pp. 73-77.

FELINTO, Erick. Da teoria da comunicação às teorias da mídia. ECO-Pós, vol. 14, no. 1, 2011, pp. 1-15.

FERRARA, L. D’A. A comunicação: da epistemologia ao empírico. 23o. Encontro da Compós. Anais… Belém: UFPA, Maio de 2014.

FRANÇA, V. Paradigmas da Comunicação: conhecer o quê?. In: MOTTA, Luiz Gonzaga; FRANÇA, V., PAIVA, R. e WEBER, M. H. (orgs.) Estratégias e culturas da comunicação. Brasília: Editora UnB, 2001.

FRANÇA, V. R. V.; AIDAR, J. L. Comunicação como campo de cruzamentos. Questões Transversais, Vol. 2, no. 1, Janeiro 2014, pp. 1-15.

FRANCISCO, Alberto; STEFANELLO, Grace; SOUSA, Janara. A rebelião do objeto – a incapacidade das orientações teóricas e metodológicas da comunicação em explicar a Internet. XXXI INTERCOM. Anais… Natal, 2 a 8 de setembro de 2008.

FREY, Lawrence R.; BOTAN, Carl H. The status of instruction in introductory undergraduate communication research methods. Communication Education, vol. 37, no. 1, julho 1988, pp. 249-256.

GENARO, Ednei. Entre teoria da comunicação e teoria da mídia? Comunicologia, no. 8, vol. 1, 2011, pp. 1-13.

GUTERRES, A. Bolsista de iniciação científica: a ponte entre o cidadão e o pesquisador. In: MALDONADO, A. E. et alli. Metodologias de Pesquisa em Comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2006.

JORGE, Marcos; TELLES, Tiago S., PATROCÍNIO, Ana C. A iniciação científica no ensino superior. Diálogos educacionais, vol. 10, no. 30, maio-agosto 2010, pp. 441-457.

KIKUCHI, Kairin. Memória do Centro Interdisciplinar de Pesquisa – CIP. São Paulo: Cásper Líbero, 2014.

LIMA, Luciana G. A. A influência da iniciação científica sobre a pós-graduação. Porto Alegre: UFRGS, 2016 (Dissertação de Mestrado).

LIMA, V. Profissões e formação teórica em comunicação. Intercom. No. 62/63, 1991.

LIMA, V. Repensando as teorias da comunicação. In: MELO, J. M. Teoria e pesquisa em comunicação. São Paulo, Intercom/Cortez, 1983, p. 86.

LOPES, M. I. V. (Org.). Epistemologia da Comunicação. São Paulo: Loyola, 2003.

LOPES, M. I. V. O campo da comunicação. Revista Famecos, n. 30, p. 16-30, ago. 2006.

MACHADO, Murilo Bansi. O conhecimento coletivo e a filosofia open source: estudo de quatro comunidades de software livre no Brasil. São Paulo: Cásper Líbero, 2008.

MARTINO, L. C. Abordagens e Representação do Campo Comunicacional. Comunicação, Mídia e Consumo, v. 3, (1), p. 33-54, 2006.

MARTINO, L. C. Apontamentos epistemológicos sobre a fundação e a fundamentação do campo comunicacional. In: CAPPARELLI, S. et alli. A Comunicação Revisitada. Porto Alegre, Sulina, 2005.

MARTINO, L. C. As Epistemologias Contemporâneas e o Lugar da Comunicação. In:

MARTINO, Luis M. S.; AMÁ, Vitória; NASCIMENTO, Rafaela; BALARATTI, Fabíola. Iniciação científica e epistemologia da comunicação. Observatório, vol. 4, no. 6, out-dez. 2018, pp. 1-23.

MARTINO, Luiz C. As epistemologias contemporâneas e o lugar da comunicação. Epistemologia da comunicação, 2003. São Paulo, Loyola, 2003.

MARTINO, Luiz C.; BOAVENTURA, Katrine Tokarski. O Mito da Interdisciplinaridade: história e institucionalização de uma ideologia. Encontro da Compós. Brasília: UnB, 2013.

MIRANDA, F. C.; MALCHER, M. A. Projeto de Pesquisa CIECz: um “ritual” de iniciação científica. X INTERCOM NORTE. Anais… Boa Vista: 01 a 03 de junho de 2011.

NEGRÃO, S. M. V. A construção da tese: caminhos traçados e sentimentalmente seguidos. In: MACIEL, L. S. M.; VIEIRA, R. A.; SOUZA, F. C. L. (Orgs.) Pesquisa em educação: diferentes abordagens teórico-metodológicas. Maringá: Ed. UEM, 2014.

NOGUEIRA, M. A.; CANAAN, M. G. Os “iniciados”: bolsistas de iniciação científica e suas trajetórias acadêmicas. Tomo, no. 15, vol. 1, Jul./Dez. 2009, pp. 41-70.

OLIVEIRA, Vanessa Barbosa de. A televisão e o desenvolvimento infantil. São Paulo: Cásper Líbero, 2005.

PARRA, Nathalia Garcia. Mulheres e Cidade: As relações de gênero no espaço público de São Paulo. São Paulo: Cásper Líbero, 2016.

PINHO, Maria J. Ciência e ensino: contribuições da iniciação científica na educação superior. Avaliação, vol. 22, no. 3, 2017, pp. 658-675.

PIRES, Regina C. M. Formação inicial do professor pesquisador através do programa Pibic/CNPq. Avaliação, vol. 14, no. 2, 2009, pp. 487-514.

QUEIROZ, Alessandra S. A formação acadêmica nos processos de iniciação científica. Joaçaba (SC): Unioeste, 2016 (Dissertação de Mestrado).

RODRICK, Rick; DICKMEYER, Linda. Providing undergraduate research opportunities for communication students: a curricular approach. Communication Education, vol. 51, no. 1, Janeiro 2002, pp. 40-50.

SANTOS, Ana Paula Rodrigues dos. Trajetória e rumos da pesquisa de Iniciação Científica na Faculdade Cásper Líbero. São Paulo: Cásper Líbero, 2007.

SEIXAS, Caio Dib de. Possibilidades de melhorias na vida comunitária via educomunicação praticada por jovens do ensino médio. São Paulo: Cásper Líbero, 2010.

SIGNATES, L. A. A comunicação como ciência básica tardia. 24o. ENCONTRO DA COMPÓS. Anais… São Paulo: Cásper Líbero, 4 a 6 de junho de 2017.

SIGNATES, Luiz. O que é especificamente comunicacional nos estudos brasileiros de comunicação na atualidade. In: BRAGA, J. L.; GOMES, P. G.; FERREIRA, J.; FAUSTO NETO, A. 10 perguntas para produção do conhecimento em comunicação. São Leopoldo: Unisinos, 2013.

SOARES, Marisa. A prática da pesquisa no ensino superior: a iniciação científica como aprendizagem significativa. São Paulo: Uninove, 2016 (Tese de Doutorado em Educação).




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v10i2.8548

Rodapé - Panorama
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Não Comercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0)


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B2