Correio Negro? a emancipação da mulher negra nas linhas do jornalismo

Wéber Félix de Oliveira

Resumo


O presente estudo faz uma abordagem multitemática e transversalizada sobre a prática jornalística. Discutimos ao longo deste texto o conceito de Jornalismo como importante espaço de produção, mediação e circulação de sentidos. Trazemos neste trabalho a reflexão sobre a representação midiática e os sentidos ligados à mulher negra que são apresentados pelo Jornalismo. Seguindo essa linha de pensamento fazemos a análise da Coluna de Opinião do Correio Braziliense, escrita por Sueli Carneiro, mulher negra antirracista e feminista. Nessa perspectiva fazemos a discussão da relação entre Jornalismo e os mecanismos de racismo, sexismo, invizibilização e racialização. Objetivamos, por fim, apresentar e compreender as estratégias adotadas pela articulista a ver como elas contribuem para a emancipação e autonomia dos sujeitos durante o processo de produção jornalística e como essas estratégias também contribuem para a emancipação dos sujeitos apresentados à sociedade pelo Jornalismo.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v7i1.5647

Rodapé - Panorama
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis B4

Visitantes - (04/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 6.269
França 264
Estados Unidos 225
Portugal 141
Angola 40
Itália 29
Alemanha 20
México 16
Moçambique 15

Fonte: Google Analytics.