Ciganos no Documentário Brasileiro: imagens no passado refletidas no presente

Francielle Felipe Faria de Miranda

Resumo


Resumo: Este artigo busca compreender como as representações dos ciganos no cinema documentário brasileiro
contemporâneo dialogam com as representações sociais da etnia presentes nos relatos históricos brasileiros a partir do
século XVI até o início do século XX. Esta reflexão analisa as experiências audiovisuais de Alice Lanari (Escuta, Gajon) e
Luciana Sampaio (Diana e Djavan: o casamento cigano).

PALAVRAS-CHAVE: ciganos, imagem, representação, estereótipo e alteridade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/pan.v1i2.1862

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


PANORAMA | Comunicação Social | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-1087 | Qualis B4