CONSERVAÇÃO DE ACERVOS ARQUEOLÓGICOS: A MODERNIZAÇÃO DA RESERVA DA CASA DO CAPITÃO-MOR JOSÉ DE XEREZ FURNA UCHOA

Roberto Moreira Chaves, João Nilo de Sousa Nobre

Resumo


Este trabalho tem por objetivo apresentar o tratamento técnico de conservação das peças arqueológicas pertencentes a Casa do Capitão-Mor Jose de Xerez Furna Uchoa, no município de Sobral, Ceará, ao discutir as teorias de conservação e arqueologia, relacionando-as para o desenvolvimento técnico, e partindo de suas realidades: espacial, ambiental, cultural e econômica. Este processo integrou o programa de modernização da reserva técnica e curadoria de seu acervo arqueológico, realizado com os técnicos da Casa. Destaca-se neste projeto o plano de conservação do Acervo, pois não existia uma política de conservação das peças e estas estavam em processo de degradação. Além da elaboração e execução do plano, foram realizados estudos das tipologias de acervos existentes na Casa, além de formação dos técnicos e da comunidade, como forma de sensibilização para a conservação dos Acervos. Este processo teve como resultado, a catalogação das peças por suportes, além da higienização e acondicionamento.

Palavras-chave


Casa do Capitão-Mor; Acervo; Arqueologia; Conservação; Acesso à Informação Casa do Capitão-Mor; Collection; Archaeology; Conservation; Access to Information

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, Marcos; LUCENA, Veleda. Casa do Capitão-mor José de Xerez Furna Uchoa – Sobral, Uma Visão Arqueológica. IPHAN, 2002.

BAUER, Leticia. Manual de Conservação preventiva do acervo arqueológico. Porto Alegre: Museu de Porto Alegre Joaquim Felizardo, 2015.

BERGEON, Ségolène. Restauration Des Peintures. (fragmento do texto) Tradução Beatriz V. Coelho. Paris: 1980.

BRANDI, CESARE. Teoria da restauração. Tradução Beatriz Mugayar Kühl. 2. ed. Cotia, SP: Ateliê Editorial, 2004.

BRASIL. Lei n° 3.924/1961. Dispõe sobre os monumentos arqueológicos e pré-históricos. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/1950-1969/l3924.htm

BRASIL. Lei n° 378/1937. Dá nova organização ao Ministério da educação e Saúde Pública. Disponível em: https://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/1930-1939/lei-378-13-janeiro-1937-398059-publicacaooriginal-1-pl.html

BRASIL. Decreto-lei n° 25/1937. Do patrimônio histórico e artístico nacional. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/legislacao/Decreto_no_25_de_30_de_novembro_de_1937.pdf

BRASIL. Decreto 6.844/2009. Estrutura regimental do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/CCIVIL_03/_Ato2015-2018/2017/Decreto/D9238.htm#art9

BRASIL. Instrução Normativa IPHAN n° 001/2015. Estabelece procedimentos administrativos a serem observados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional nos processos de licenciamento ambiental dos quais participe. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/legislacao/INSTRUCAO_NORMATIVA_001_DE_25_DE_MARCO_DE_2015.pdf

BRASIL. Portaria IPHAN n° 196/2016. Dispõe sobre a conservação de bens arqueológicos móveis, cria o Cadastro Nacional de Instituições de Guarda e Pesquisa, o Termo de Recebimento de Coleções Arqueológicas e a Ficha de Cadastro de Bem Arqueológico Móvel. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/uploads/ckfinder/arquivos/Portaria_Iphan_196_de_18_de_maio_2016.pdf

BRITO. Fernando. Confecção de embalagens para acondicionamento de documentos. São Paulo: Associação de Arquivistas de São Paulo, 2010.

CARTA DE ATENAS. Sociedade das Nações, out. 1931. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

CARTA DE FLORENÇA, maio 1981. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

CARTA DE MACHU PICCHU, dez. 1977. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

CARTA PETRÓPOLIS, 1987. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

CARTA DE VENEZA, maio 1964. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

CARTA DE WASHINGTON, 1986. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

CAMPOS, Guadalupe do Nascimento; GRANATO, Marcus. Cartilha de Orientações gerais para preservação de artefatos arqueológicos metálicos. Rio de Janeiro: Museu de Astronomia e Ciências Afins, 2016.

CHOAY, Françoise. A Alegoria do Patrimônio. 4. ed. Tradução de Luciano Vieira Machado. São Paulo: Editora UNESP, 2006.

DECLARAÇÃO DE SÃO PAULO, 1989. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

DIAS, Marjori Pacheco. Novos Métodos Curatoriais Aplicados aos Materiais Arqueológicos:da intervenção ao acervo. Revista LEPA – Textos de Arqueologia e Patrimônio, Rio Grande do Sul, p.103-111, 2012.

FRONER, Yacy-Ara; SOUZA, L. A. C. Reconhecimento de materiais que compõem acervos − Belo Horizonte: LACICOR − EBA − UFMG, 2008.

FRONER, Yacy-Ara; SOUZA, L. A. C. Preservação de bens patrimoniais: conceitos e critérios. Belo Horizonte: LACICOR − EBA − UFMG, 2008.

GHETTI, Neuvânia Curty. Preservação, salvaguarda e conservação arqueológica: a reserva técnica de materiais orgânicos do departamento de arqueologia da UFPE. In: Clio Arqueológica, v. 30, n. 2, p.100-153, 2015.

GRANATO, Marcus; CAMPOS, Guadalupe do Nascimento; MARROQUIM, Ricardo Guerra. Pesquisa sobre a conservação de objetos metálicos no MAST: área estratégica para museus no Brasil. In: XVI Encontro Nacional de Pesquisa em Ciências da Informação, João Pessoa, 2015.

RECOMENDAÇÃO DE NOVA DELHI, nov. 1956. Disponível em: http://portal.iphan.gov.br/pagina/detalhes/226

RECOMENDAÇÕES DE OURO PRETO. Fórum de Arqueologia da SAB - Acervos Arqueológicos, 2017. Disponível em: http://www.sabnet.com.br/download/download?ID_DOWNLOAD=442.

SOARES, Inês V. P. Proteção Jurídica do Patrimônio Arqueológico no Brasil. Sociedade de Arqueologia Brasileira. Editora Habilis, 2007.

TORRES, Heloísa Alberto. Contribuição para o estudo da proteção ao material arqueológico e etnográfico no Brasil. Revista do Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rio de Janeiro, 1937.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v12i0.6641

Rodapé - Mosaico
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND

MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis A3 (Avaliação Preliminar da CAPES/PERIÓDICOS - 2019)

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 9.973
Estados Unidos 415
França 268
Portugal 152
Alemanha 62
Reino Unido 33
México 32
Espanha 31
Rússia 21

Fonte: Google Analytics.