Punks no Cerrado: considerações Acerca das Primeiras Investigações sobre as Coletividades Punks no Centro-Oeste

Tiago de Jesus Vieira

Resumo


Este artigo visa analisar os trabalhos acadêmicos que na primeira década do século XXI abordaram a “inserção” do punk na região Centro-Oeste, buscando apresentar elementos relativos à sua condição de emergência, inserção regional e peculiaridades nas cidades de Brasília, Cuiabá e Goiânia. Para tanto, valeu-se dos estudos de Hoana Costa Gonçalves (2006); Ana Paula de Sant’ana (2009); Juliana Mendes de Morais (2009), por lançarem luz acerca do debate identitário punk no Brasil.



Punks in Cerrado: considerations About the First Investigations on Punks Collectives in Brazilian Centro-Oeste

This article aims to analyze the academic works that in the first decade of the 21st century addressed the "insertion" of punk in brazilian Centro-Oeste region, with the of presenting elements related to their emergence, regional insertion and peculiarities in the cities of Brasilia, Cuiabá and Goiânia. For that, it was used the studies of Hoana Costa Gonçalves (2006); Ana Paula de Sant'ana (2009); Juliana Mendes de Morais (2009), for shedding light on the punk identitary debate in Brazil.

Palavras-chave


Punk; Centro-Oeste; Identidade; Punk; Brazilian Centro-Oeste; Identity.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMO, Helena Wendel. Cenas Juvenis: Punks e Darks no Espetáculo Urbano. São Paulo: Página Aberta, 1994.

ANDERSON, Perry. O Brasil de Lula. Revista Novos Estudos, n. 91, p. 23-52, nov. 2011.

BARROS, Aparecida da Silva Xavier. Expansão da educação superior no Brasil: limites e possibilidades. Educação e Sociedade. Campinas, v. 36, n. 131, p. 361-390, abr./jun. 2015.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi/ Zygmunt Bauman. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2005.

BIVAR, Antônio. O que é Punk. São Paulo: Brasiliense, 1982.

BOTINADA: a origem do punk no Brasil. Direção: Gastão Moreira. São Paulo: ST2 vídeo, 2006 (110 min), som, color.

CAIAFA, Janice. Movimento Punk na Cidade: invasão dos bandos sub. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1985.

CIRANI, Claudia Brito Silva; CAMPANARIO, Milton de Abreu; SILVA, Heloisa Helena Marques da. A evolução do ensino do pós-graduação senso estrito no Brasil: análise exploratória e proposição para pesquisa. Avaliação. Campinas; Sorocaba, v. 20, n. 1, p. 163-187, mar. 2015.

COSTA, Márcia Regina da. Os carecas do subúrbio: caminhos de um nomadismo moderno. Petrópolis: Vozes, 1993.

ESSINGER, Silvio. Punk, a anarquia planetária e a cena brasileira. São Paulo: Editora 34, 1999.

GONÇALVES, Hoana Costa. Dominação e Transgressão: A relação da violência do movimento punk com a inconformidade com a ditadura militar no Brasil nos anos de 1980 a 1985 – Uma leitura do movimento punk inglês em Brasília. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Relações Internacionais) - Centro Universitário de Brasília - UniCEUB, Brasília/DF, 2006;

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de janeiro: DP&A; 1997.

KEMP, Kenia. Grupos de Estilo Jovens: o “Rock Underground” e as práticas (contra) culturais dos grupos “punks” e “trashs” em São Paulo. 1993. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Programa de Pós-Graduação em Antropologia, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1993.

MAFFESOLI, Michel. O tempo das tribos: o declínio do individualismo nas sociedades de massas. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1983.

MORAIS, Juliana Mendes. Territórios e Territorialidades Punks em Goiânia: Resistência de uma Cultura Juvenil. Observatorium, v. 1, p. 2-19, 2009.

SANT’ANA, Ana Paula de. Punk Labirintos do Corpo: Movimento Punk em Cuiabá. 2009. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Programa de Pós-graduação em Estudos da Linguagem, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá-MT, 2009.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Identidade e diferença: A perspectiva dos estudos culturais. Petrópolis/RJ: Vozes, 2000.

SOUSA, Rafael Lopes de. Punk: cultura subversiva e protesto, as mutações ideológicas de uma comunidade subversiva – São Paulo 1983/1996. 1997. Dissertação (Mestrado em História), Programa de Pós-Graduação em História, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Assis, 1997.

VIEIRA, Tiago de Jesus. O futuro do “sem futuro”: uma análise da escrita sobre o punk no Brasil e suas construções identitárias (1982 – 2010). 2017. Tese (Doutorado em História) - Programa de Pós-graduação em História, Universidade Federal de Mato Grosso. Cuiabá, 2017.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v11i2.6414

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis B3

Flag Counter