A Arte do Aconselhamento em Kalila e Dimna de Ibn Almuqaffaᶜ (séc. VIII) e O Príncipe de Maquiavel (séc. XVI)

Celia Daniele Moreira de Souza

Resumo


O presente artigo tem por objetivo discutir a arte de aconselhamento presente no fabulário Kalila e Dimna de Abdullah Ibn Almuqaffaᶜ do séc. VIII e no manual O Príncipe de Nicolau Maquiavel do séc. XVI, ensejando evidenciar um possível diálogo entre as obras. Alguns historiadores sugerem que ambas as obras encontrariam semelhanças que sugeririam uma recepção das ideias de Kalila e Dimna por Maquiavel. Entretanto, até o momento não há trabalhos disponíveis que de fato investiguem esta relação, logo este artigo pretende discutir se tais semelhanças realmente são verificáveis, ou se as mesmas são inerentes ao gênero tratadístico que teve expressão no período califal abássida no mundo árabe-islâmico e que foi instrumentalizado no Ocidente no período medieval, vindo a compor o estilo chamado “espelho de príncipe”.

The Art of Counseling in Kalila and Dimna by Ibn Almuqaffa (8th Century) and the Prince of Machiavelli (16th Century)

The aim of this article is to discuss the art of counseling present in the fabulary Kalila and Dimna of Abdullah Ibn Almuqaffa from 8th century and in the manual The Prince of Niccolo Machiavelli of the 16th century, showing the alleged similarities between the two works, which led some editors to propose a reception of the ideas of Kalila and Dimna by Machiavelli. So far, there are no works available that actually investigate this relationship, so this article intends to analyze whether such similarities really are verifiable, or whether they are inherent to the tratadistic genre that was expressed in the Abbasid caliph period in the Arab-Islamic world and which was instrumentalized in the West in the medieval period, composing the style called "mirror of prince". Through the resources mobilized by Comparative History, we propose that it is possible to analyze both works without the risk of making our analysis anachronistic, since it is the questions we propose, not the objects of study itself, that guide our research. Here we relate the propositions of power and cunning elaborated by Machiavelli and Abdullah Ibn Almuqaffa, respectively represented by the lion and the fox, evidencing the oriental character in the "Machiavellian" morality.

Palavras-chave


Espelhos de príncipe; Fabulário; Maquiavel; História árabe; Mirror for princes; Fabularies; Machiavelli; Arab history.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, Charles. Ashoka: the search for Indian’s Lost Emperor. Londres: Hachette Digital, 2012, e-book.

ALPHONSO-KARKALA, John B. Facets of Panchatantra. Sahitya Akademi, Nova Déli, v. 18, n. 2, 1975, p. 73-91.

BIGNOTTO, Newton. Maquiavel. Rio de Janeiro: Zahar, 2003, e-book.

BÍSSIO, Beatriz. O Mundo Falava Árabe. A civilização árabe-islâmica clássica através da obra de Ibn Khaldun e Ibn Battuta. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

EHRHARDT, Marcos Luis. O Arquiteto do Social: Sêneca e a construção de modelos para a sociedade romana nos tempos do principado a partir da Historia Magistra Vitae. Curitiba: UFPR, 2008. 228f. Tese (Doutorado em História) – Programa de Pós-Graduação em História, Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, Universidade Federal do Paraná, 2008.

HAHN, Fábio André. Espelhos de Príncipes: considerações sobre o gênero. Revista Varia Scientia, Cascavel, n. 1, p. 151-157, 2006.

IBN ALMUQAFFAᶜ. Kalila e Dimna. Tradução de Mamede Mustafa Jarouche. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

KOCKA, Jürgen. Comparison and beyond. History and Theory, Middletown, n. 42, p.39-44, 2003.

LEWIS, Bernard. Os Árabes na História. Lisboa: Estampa, 1990.

LIMA, Alessandra Carbonero. Xenofonte e a paideia do governante. São Paulo: USP, 2012. 196f. Tese (Doutorado em Educação) – Programa de Pós-Graduação em Educação, Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, 2012.

LONDON, Jennifer. How To Do Things With Fables: Ibn Al-Muqaffaᶜ’s frank speech in stories from Kalila wa Dimna. History of Political Thought, v. 29, n. 2, p. 189-212, 2008.

MAQUIAVEL, Nicolau. O Príncipe. Tradução de Leda Beck. São Paulo: Martin Claret, 2012.

MUNIZ, Márcio Ricardo Coelho. O Leal Conselheiro e a Tradição do Espelho de Príncipe: Considerações sobre o Gênero. Actas del IX Congresso Internacional de La Asociación Hispánica de Literatura Medieval. Noia: Toxo Soutos. v. 2. p. 89-103. Disponível em: . Acesso em: 10 Set. 2016.

NEDEL, José. Maquiavel: concepção antropológica e ética. Porto Alegre: EDIPUCRS, 1996.

NEWEL, William Reed. Machiavelli and Xenophon on Princely Rule: A Double-Edged Encounter. The Journal of Politics, Chicago, v. 50, n. 1, p. 108-130, 1988.

O ALCORÃO. Português. O Alcorão: Livro Sagrado do Islã. Tradução de Mansour Challita. Rio de Janeiro: BestBolso, 489p. 2010.

O LEÃO E O CHACAL MERGULHADOR. Tradução de Mamede Mustafa Jarouche. São Paulo: Globo, 2009.

PINTO, Paulo Hilu da Rocha. Islã: Religião e Civilização. Uma abordagem antropológica. Aparecida: Santuário, 2010.

SENADO FEDERAL (Org.). Coleções Clássicos da Política. Conselhos aos governantes de Isócrates et al. Brasília: Edições do Senado Federal, 1998.

SKINNER, Quentin. As Fundações do Pensamento Político Moderno. Tradução de Renato Janine Ribeiro e Laura Teixeira Moita. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

WOOD, Ramsay. Kalila and Dimna, Vol. 1: - Fables of Friendship and Betrayal from the Panchatantra, Jatakas, Bidpai, Kalilah and Dimnah and Lights of Canopus. Londres: Saqi, 2008. e-book.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v11i2.6351

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis B3

Flag Counter