The Construction of Brazilian Fashion as a Global Discourse: “Resolving” Difference Without Overcoming Inequality

Miqueli Michetti

Resumo


The article analyses the construction of “Brazilian fashion” as a global discourse in the world market of symbolic goods. After examine the building of the Brazilian national identity from the early to mid-20th Century, we analyze the discursive current updates of this identity in terms of diversity. Through sociological discourse analysis of the fashion field, we investigate the making of this discourse as a social truth. The comparative approach shows that we are in face of two distinct ways of coping with difference and setting up identity and otherness. In one of them, the State was the key player attempting to assimilate the differences into a single identity. In the other, the State plays a supporting role and there is the Market and its attempts to produce difference as a merchandise. In the former, equality tended to mask differences and in the latter, the differences tend to mask the inequalities.

A Construção da Moda Brasileira como Discurso Global: "Resolver" a Diferença Sem Superar a Desigualdade

O artigo analisa a construção da “moda brasileira” enquanto um discurso global no mercado mundial de bens simbólicos. Depois de examinar a construção da identidade nacional brasileira do início ao meio do século XX, analisamos as recentes atualizações discursivas dessa identidade em termos de diversidade. Através da análise do discurso sociológico do campo da moda, investigamos a realização deste discurso como uma verdade social. A abordagem comparativa mostra que estamos diante de duas maneiras distintas de lidar com a diferença e configurar identidade e alteridade. Em um deles, o Estado era o agente principal, tentando assimilar as diferenças em uma única identidade. No outro, o Estado desempenha um papel de apoio e existe o Mercado e suas tentativas de produzir a diferença como mercadoria. No primeiro, a igualdade tende a mascarar diferenças e, no segundo, as diferenças tendem a mascarar as desigualdades.

Palavras-chave


Diversity, Global Discourse; Discourse Analysis; Brazilian Identity; Fashion.

Texto completo:

PDF

Referências


ABIT Texbrasil Magazine. n.01, ano 01, agosto 2009.

ABIT Texbrasil Magazine. n.06, ano 03, junho de 2011.

BRAZIL Fashion. Catálogo do programa Brazil Fashion. 2008.

BUARQUE DE HOLANDA, Sérgio. Raízes do Brasil. Rio de Janeiro: José Olympio, 1976.

DAMATTA, Roberto. Carnavais, Malandros e Heróis: Para uma Sociologia do Dilema Brasileiro. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1979.

DAMATTA, Roberto. O que faz o brasil, Brasil ? Rio de Janeiro: Salamandra, 1984.

FOUCAULT, Michel. Naissance de la biopolitique. Cours au Collège de France (1978-1979). Paris: Seuil/Gallimard, 2004.

FREYRE, Gilberto. Casa-Grande & Senzala. 51.ed. São Paulo: Global, 2006.

LÓPEZ-RUIZ, Oswaldo A técnica como capital e o capital humano genético. Novos Estudos Cebrap, n.80, pp. 127-139, 2008.

MATTELART, Armand.Diversité culturelle et mondialisation. Nouvelle Édition. Paris : La Découverte, 2007.

ORTIZ, Renato. Cultura brasileira e identidade nacional. São Paulo: Brasiliense, 2003.

ORTIZ, Renato. Mundialização e cultura. São Paulo: Brasiliense, 1994.

ORTIZ, Renato. O próximo e o distante. Japão e modernidade-mundo. São Paulo: Brasiliense, 2000.

SOUZA, Jessé. et al. A ralé brasileira. Quem é e como vive. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

THIESSE, Anne-Marie. La création des identités nationales. Europe XVIIIe – XXe siècle. Paris : Éditions du Seuil, 1999.

VOGUE Brasil/Abest. Edição primavera-verão de 2010.

VOGUE Brasil/Abest. Edição inverno de 2011.

VOGUE Brasil /Brazilian Footwear. Edição de inverno de 2010.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v10i0.6112

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis B3

Flag Counter