O Sagrado e o Profano na Dança de São Gonçalo: Etnografia de um Ritual de Pagamento de Promessa

Márcio Douglas de Carvalho e Silva

Resumo


A Dança de São Gonçalo, muito presente na zona rural do município de Campo Maior-PI, apresenta-se como um ritual de pagamento de promessa realizado na forma de dança e cantos. O objetivo desse trabalho é analisar os pontos em que sagrado e profano se apresentam nesse ritual religioso verificando como dialogam entre si. Utilizei como principais teóricos Durkheim (1996), Eliade (2010) e Gennep (2013). A metodologia adotada engloba a etnografia com a observação dos rituais de São Gonçalo, a coleta e uso de fotografias e a análise dos versos das cantigas do ritual.

The Sacred and the Profane in the Dance of São Gonçalo: Ethnography of a Ritual of Payment of Promise

The Dance of São Gonçalo, very present in the rural area of the municipality of Campo Maior-PI, presents itself as a ritual of payment of promise realized in the form of dance and songs. The objective of this work is to analyze the points in which sacred and profane present themselves in this religious ritual, verifying how they dialogue among themselves. I used as main theorists Durkheim (1996), Gennep (2013) and Eliade (2010). The methodology adopted includes ethnography with the observation of the rituals of São Gonçalo, the Oral History, the collection and use of photographs and the analysis of the verses of the ritual songs.

Palavras-chave


São Gonçalo Dance; Promise; Ritual; Sacred; Profane; Dança de São Gonçalo; Promessa; Ritual; Sagrado Profano

Texto completo:

PDF

Referências


BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O ciclo de São Gonçalo. In: Sacerdotes de viola: rituais religiosos do catolicismo popular em São Paulo e Minas Gerais. Petrópolis: Vozes, 1981.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Os deuses do povo: um estudo sobre religião popular. São Paulo: Brasiliense, 1986.

CASCUDO, Luiz da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. Rio de Janeiro: Ediouro Publicações, 1954.

DaMATTA, Roberto da. Van Gennep (1873-1957) In: ROCHA, Everaldo e FRID, Marina. (Ogs.). Os antropólogos: clássicos das ciências sociais. Rio de Janeiro: Vozes, 2015. p. 84-85.

DURKHEIM, Émile. As formas elementares da vida religiosa. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

ELIADE, Mircea. O sagrado e o Profano: a essência das religiões. São Paulo: Editora WMF, Martins Fortes, 2010.

EVANS-PRITCHARD, E. E. Antropologia Social da Religião. Rio de Janeiro: Ed. Campus, 1978.

FLEISCHER, Soraya (Org.). Ética e regulamentação na pesquisa antropológica. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2010.

FREYRE, Gilberto. Casa Grande & Senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. São Paulo: Global, 2006.

GENNEP, Arnold Van. Os ritos de passagem. Petrópolis: Vozes, 2013.

LEERS, Bernardino. Catolicismo popular e mundo rural. Petrópolis: Vozes, 1977.

LOPES, R. E. [67 anos,]. [junho 2017]. Entrevistador: Márcio Douglas de Carvalho e Silva. Campo Maior, Piauí. 22 de junho de 2017.

MACÊDO, M. E [57 anos,]. [junho 2017]. Entrevistador: Márcio Douglas de Carvalho e Silva. Campo Maior, Piauí. 24 de junho de 2017.

MAUSS, Marcel. A prece. In: OIVEIRA, Roberto Cardoso de. Marcel Mauss. São Paulo: Ática, 1979. p. 102-146

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a Dádiva: Forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. In: MAUS, Marcel Sociologia e Antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003. p. 185-314

PEIRANO, Mariza (Org.). Rituais ontem e hoje. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2003.

PAZ, A. M. [56 anos,]. [junho 2017]. Entrevistador: Márcio Douglas de Carvalho e Silva. Campo Maior, Piauí. 18 de julho de 2017.

ROSENDAHL, Zeny. Espaço e religião: uma abordagem geográfica. Rio de Janeiro: UERJ, NEPEC, 1996.

SANTOS, Beatriz Catão Cruz. A festa de São Gonçalo na viagem em Cartas de La Barbinais. Via Spiritus, Rio de Janeiro, v. 11, p. 221-238, 2004.

TURNER, Victor W. O processo ritual: estrutura e antiestrutura. Petrópolis: Vozes, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v11i1.6029

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis B3

Flag Counter