Bandeiras, Mitos e História nos Sertões da América Portuguesa

José Roberto Bonome, Fernando Lobo Lemes

Resumo


Resumo: as Bandeiras foi um movimento de expansão econômica e utilização do imaginário. Entre outros motivos está o mito do enriquecimento rápido através de aventuras e enfrentamento do desconhecido. Por outro lado, existia mitos que impediam muitos
de se aventurarem nas matas atrás das riquezas, como é o caso dos mitos indígenas. Entre o desejo de ir impulsionado por mitos como o da Serra Dourada e o medo dos mitos indígenas como os do Curupira e Caapora, aparece a igreja católica com mitos que diziam garantir a integridade dos bandeirantes - desde que oferecessem parte da conquista a um determinado santo ou santa do seu rol. sobre as lutas no imaginário
que trata esse trabalho.
Palavras-chave: Bandeiras. Imaginário. Mitos. Brasil.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v7i2.4145

Rodapé - Mosaico
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND

MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis A3 (Avaliação Preliminar da CAPES/PERIÓDICOS - 2019)

Visitantes - (01/01/2006 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 8.363
Estados Unidos 407
França 265
Portugal 130
Alemanha 61
Reino Unido 32
Espanha 26
México 24
Rússia 21
Total 9.575

Fonte: Google Analytics.