Atitudes e Valores da Morte em Goiás no Século XIX

Deuzair José da Silva

Resumo


Resumo: a morte no Goiás oitocentista implicava uma série gestos que permitissem uma boa passagem do morto rumo à eternidade. O objetivo é compreender as atitudes da sociedade goiana oitocentista frente às angústias causadas pela morte, e de como se estabeleceu no ocidente o medo dela. As crenças nas punições, na eficácia das preces
constitui o cerne do problema e conduz para o que vou chamar de ?economia da salvação, àquelas traziam ganhos para vivos e mortos. Assim, minha hipótese é de que os ritos seriam uma resposta ante às incertezas do além. Igreja e leigos ? esses, principalmente,
através das irmandades ? são os oficiadores das atitudes aos moribundos e falecidos numa complexa gama de relações entre o mundo terreno e do além-túmulo.
Palavras-chave: Atitudes. Goiás. Morte. Século XIX.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v7i1.3980

Rodapé - Mosaico
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND

MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (05/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.