O Tempo Messiânico e Tempo Histórico: uma crítica da Neuezeit

Eduardo Gusmão de Quadros

Resumo


Resumo: a modernidade instituiu um tempo único, sustentáculo para uma historia única, denominada, ao menos desde Kant, de Historia Universal. Neste artigo, comentamos
uma outra noção de tempo, o tempo messiânico, que apesar de sua contribuição para o conhecimento histórico, costuma ser ignorado pelas teorias da Historia. Conclui-se que
sua consideração abre possibilidades criticas, o que é demonstrado através de três autores bem distintos: Antônio Vieira, Walter Benjamin e Enrique Dussel.
Palavras-chave: Tempo. Profecia. Historiografia. Futuro. Interpretação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/mos.v5i2.2503

Rodapé - Mosaico
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND

MOSAICO | Programa de Pós-Graduação em História | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7801 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (05/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.