JOSÉ BROCHADO: QUEM O CONHECE, NÃO O ESQUECE

Gislene Monticelli

Resumo


Este texto se trata de um depoimento em comemoração aos trinta anos da publicação do livro Cerâmica Guarani, de autoria dos arqueólogos José Proenza Brochado e Fernando La Salvia. Refere-se ainda a algumas memórias obtidas pela convivência com o Brochado, por ter sido sua monitora, bolsista, aluna e, com ele, ter trabalhado por quase duas décadas, analisando, especialmente, fragmentos de vasilhas de cerâmica Guarani, encontradas em sítios arqueológicos. Para isso, utilizamos métodos como: verbetes do Dicionário de Montoya, observação de vasilhas inteiras, existentes em coleções arqueológicas no Rio Grande do Sul, entre outros, conforme propostas indicadas no livro e artigos subseqüentes. Consta ainda um breve levantamento de produções bibliográficas locais sobre as quais Brochado exerceu grande influência. Trata-se de um tributo a sua vida e obra, pelas oportunidades e conhecimentos que ele nos tem oferecido.

Palavras-chave


Livro; Cerâmica; Guarani; José Brochado

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE LIMA, Tânia. Os ceramistas Tupiguarani, esses desconhecidos. In: PROUS, André; ANDRADE LIMA, Tânia (ed.). Os ceramistas Tupiguarani. Volume III – Eixos Temáticos. Belo Horizonte: Graphar, 2016. 256 p. Il.

BARRETO, Cristiana. Arqueologia brasileira: uma perspectiva histórica e comparada. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia. Suplemento 3, p. 201-12, 1999. (Anais da I Reunião Científica de Teoria Arqueológica na América do Sul).

BROCHADO, José Proenza. Social ecology of the Marajoara Culture. Urbana-Campaign: University of Illinois, 1980. (M. A. Thesis)

BROCHADO, José Proenza. An ecological model of the spread of pottery and agriculture into Eastern South America. Tese (Doutorado em Antropologia) - Departament of Anthropology. University of Illinois at Urbana-Champaign, 1984.

BROCHADO, José Proenza. Um modelo ecológico de difusão da cerâmica e da agricultura no Leste da América do Sul. Clio, Recife, n. 4, p. 85-7, 1987. (Anais do I Simpósio de Pré-história do Nordeste)

BROCHADO, José Proenza; MONTICELLI, Gislene. Regras práticas na reconstrução gráfica da cerâmica Guarani por comparação com vasilhas inteiras. Estudos Ibero-americanos, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 107-18, 1994.

BROCHADO, José Proenza; MONTICELLI, Gislene; NEUMANN, Eduardo dos Santos. Analogia etnográfica na reconstrução gráfica das vasilhas Guarani arqueológicas. Véritas, Porto Alegre, v. 35, n. 140, p. 727-43, 1990.

COPÉ, Sílvia Moehlecke. 12.000 anos de História: Arqueologia e Pré-história do Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Museu da UFRGS, 2013 (Catálogo da Exposição 12000 anos de História: Arqueologia e Pré-história do Rio Grande do Sul).

KLAMT, Sérgio C. SOARES, André Luis Ramos; CEREZER, Jedson Francisco. Catálogo de vasilhas cerâmicas arqueológicas Guaranis. Revista do CEPA, Santa Cruz do Sul, p. 1-46, 2016. (Parte I)

DIAS, Adriana Schmidt. Um projeto para a arqueologia brasileira: breve histórico da implementação do Programa Nacional de Pesquisas Arqueológicas (PRONAPA). Revista do CEPA, Santa Cruz do Sul, v. 19, n. 22, p. 25-39, 1995.

DIAS, Adriana Schmidt. Trajetórias e Perspectivas Teórico-metodológicas na Arqueologia Brasileira. In: Congresso da Sociedade de Arqueologia Brasileira, IX. Anais... Rio de Janeiro, 2001. CD-ROM.

HILBERT, Klaus. “Cave canem!”: cuidado com os “Pronapianos”! Em busca dos jovens da arqueologia brasileira. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi, Belém, v. 2, n. 1, p. 117-30, jan. abr. 2007.

LANDA, Beatriz dos Santos. Mulher Guarani: atividades e cultura material. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-graduação em História. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 1995.

LANDA, Beatriz dos Santos. Arqueologia Guarani e Gênero. Revista do CEPA, Santa Cruz do Sul, v. 23, p. 240-4, 1999.

LANDA, Beatriz dos Santos; NOELLI, Francisco Silva. As receitas culinárias Guarani como base para análise da dieta do grupo. Histórica, Porto Alegre, v. 2, p. 163-72, 1997.

LA SALVIA, Fernando; BROCHADO, José Proenza. Cerâmica Guarani. 1. ed. Porto Alegre: Posenato Arte e Cultura, 1989.

LA SALVIA, Fernando; BROCHADO, José Proenza. Cerâmica Guarani. 2. ed. Porto Alegre: Posenato Arte e Cultura, 1991.

LIMA, Taís Vargas; BROCHADO, José Proenza. Petroglifos do Abrigo do Barreiro. Estudos Ibero-Americanos, Porto Alegre, v. XX, n. 1, p. 47-61, jul. 1994.

MELIÁ, Bartomeu. La novedad Guaraní: viejas cuestiones y nuevas preguntas. Revisita Bibliografica: 1987-2002. Revista de Indias, v. LXVI, n. 230, p. 175-226, 2004.

MELIÁ, Bartomeu; SAUL, Marcos Vinícius de Almeida; MURARO, Valmir Francisco. O Guarani: uma bibliografia etnológica. Santo Ângelo: Fundação Nacional Pró-Memória/FUNDAMES, 1987.

MELIÁ, Bartomeu; NAGEL, Liane. Guaranies y Jesuitas en tiempo de las Misiones: una bibliografia didáctica. Asunción/Rio Grande do Sul: CEPAG/UIR, 1995.

MILHEIRA, Rafael Guedes. Território e estratégia de assentamento Guarani na planície sudoeste da Laguna dos Patos e Serra do Sudeste/RS. Dissertação (Mestrado em Arqueologia) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

MILHEIRA, Rafael Guedes; APPOLONI, Carlos; PARREIRA, Paulo Sérgio. Arqueometria em cerâmicas Guarani no Sul do Brasil: um estudo de caso. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, v. 19, p. 355-64, 2009.

MILHEIRA, Rafael Guedes; WAGNER, Gustavo Peretti (org.). Arqueologia Guarani no Litoral Sul do Brasil. Curitiba: Appris, 2014. 290 p.

MONTARDO, Deisi Lucy. Práticas funerárias das populações pré-coloniais e suas evidências arqueológicas: reflexões iniciais. Dissertação (Mestrado em História) - Programa de Pós-graduação em História, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1995.

MONTOYA, Antônio Ruiz de. Vocabulario y Tesoro de la lengua Guarani o más bien Tupi, I: Vocubulario Guarani (o Tupi) espanhol. Nueva edicion. Viena/Paris: Faesy y Frich/Maisonnueve, [1640] 1876.

MOURA, Juliana Konflanz de. PRONAPA: antecedentes e influências. Monografia (Graduação em História) - Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 2014.

NEUMANN, Mariana. Ñande Rekó: diferentes jeitos de ser Guarani. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-graduação em História, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 2008.

NOELLI, Francisco Silva. Sem tekoá não há tekó: em busca de um modelo etnoarqueológico da aldeia e da subsistência Guarani e sua aplicação como área de domínio no Delta do Rio Jacuí, Rio Grande do Sul. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-graduação em História. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 1993. 2 v.

NOELLI, Francisco Silva. Distâncias entre as áreas de captação de recursos líticos e o sítio arqueológico do Arroio do Conde, Rio Grande do Sul. Revista do CEPA, Santa Cruz do Sul, v. 21, n. 26, p. 113-31, 1997.

NOELLI, Francisco Silva. La distribución geográfica de las evidencias arqueológicas Guaraní. Revista de Indias, Madri, v. 64, n. 230, p. 17-34, 2004.

NOELLI, Francisco Silva. José Proenza Brochado, vida acadêmica e a Arqueologia Tupi. In: PROUS, André; ANDRADE LIMA, Tânia (ed.). Os ceramistas Tupiguarani. Volume I – Sínteses Regionais. Belo Horizonte: Sigma, 2008. p. 17-47.

NOELLI, Francisco Silva. Piratýpe: uma linguagem da pesca e do consumo de peixes entre os Guaraní. Cadernos do LEPAARQ, Pelotas, v. 16, p. 30-54, 2019.

NOELLI, Francisco; BROCHADO, José Proenza. O cauim e as beberagens dos Guarani e Tupinambá: equipamentos, técnicas de preparação e consumo. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, São Paulo, n. 8, p. 117-28, 1998.

NOELLI, Francisco Silva; BROCHADO, José Proenza; CORRÊA, Ângelo Correa. A linguagem da cerâmica Guarani: sobre a persistência das práticas e materialidade (parte 1). Revista Brasileira de Linguística, v. 10, p. 167-200, 2018.

NOELLI, Francisco Silva; CAMPOS, Juliano Bitencourt; SANTOS, Marcos César Pereira; VOTRE, Giovana Cadorin; PAVEI, Diego Dias. Ñandereko: fundamentos dos conhecimentos tradicionais ambientais Guarani. Revista Brasileira de Linguística Antropológica, v. 11, p. 13-45, 2019.

NOELLI, Francisco Silva; DIAS, Adriana Schmidt. Complementos históricos ao estudo funcional da indústria lítica Guarani. Revista do CEPA, Santa Cruz do Sul, v. 19, n.22, p. 7-23, 1995.

NOELLI, Francisco Silva; SOARES, André Ramos. Para uma história das epidemias entre os Guarani. Diálogos, Maringá, v. 1, p. 165-78, 1997.

PROUS, André; ANDRADE LIMA, Tânia (ed.). Os ceramistas Tupiguarani. Volume I – Sínteses Regionais. Belo Horizonte: Sigma, 2008. 216 p. Il.

PROUS, André; ANDRADE LIMA, Tânia (ed.). Os ceramistas Tupiguarani. Belo Horizonte: Graphar, 2016. 3 v. Il

SOARES, André Luiz Ramos. Guarani, Organização Social e Arqueologia. Porto Alegre; EDIPUCRS, 1997.

SOARES, André Luiz Ramos. Guarani: organização sócio-política Guarani: aportes para a investigação arqueológica. Dissertação (Mestrado em História) – Programa de Pós-graduação em História. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, Brasil, 1996.

SOARES, André Luiz Ramos. Os horticultores Guaranis; problemáticas, perspectivas e modelos. In: QUEVEDO, Júlio (org.). Rio Grande do Sul: quatro séculos de História. Porto Alegre: Martins Livreiro, 1999. p. 61-101.

SOARES, André Luiz Ramos: GARLET, Ivori. Parcialidades Guarani: em busca de uma visão diacrônica. Histórica, Porto Alegre, n. 3, p. 53-8, 1998.

SOARES, André Luiz Ramos. Propostas para a delimitação de cacicados Guarani. Revista do CEPA, Santa Cruz do Sul, v. 20, n. 24, p. 37-64, 1996.

SOARES, André Luiz Ramos; NOELLI, Francisco Silva. Efeitos da conquista europeia na terminologia e organização social Guarani. Cadernos de Metodologia e Técnica de Pesquisa, Maringá, p. 383-97, 1997.

TOCHETTO, Fernanda Bordin. Possibilidades de interpretação do conteúdo simbólico da arte gráfica Guarani. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP, São Paulo, n. 6, p. 33-45, 1996.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v18i2.8665

Direitos autorais 2021 Gislene Monticelli

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 12/08/2021)

Fonte: Google Analytics.