QUEM SOMOS NÓS? OU PERFIS DA COMUNIDADE PROFISSIONAL ARQUEOLÓGICA NO BRASIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES

Meliam Viganó Gaspar, Caroline Fernandes Caromano, Ester Ribeiro Pereira, Kelly Brandão, Jaqueline Belletti, Aline Freitas, Lara de Paula Passos, Márjorie do Nascimento Lima, Eduardo Kazuo Tamanaha, Leandro Matthews Cascon, Gina Faraco Bianchini, Mariana Petry Cabral, Camila Azevedo de Moraes Wichers, Marcia Bezerra

Resumo


Nos últimos vinte anos, a formação acadêmico-científica arqueológica cresceu exponencialmente no Brasil, culminando com o reconhecimento da profissão em 2018. No entanto, pouco sabemos sobre os perfis socioeconômico e profissional das pessoas atuantes na área, assim como de estudantes em processo de formação, em nível de graduação e pós-graduação. Para que se tenha uma visão geral do quadro da Arqueologia no país, propomos a realização de um levantamento demográfico, cujos primeiros resultados estão compilados neste manuscrito. Esta iniciativa nos possibilita delinear os desafios da inclusão e da representatividade no exercício da profissão, cujas reflexões nos auxiliarão na concepção de medidas práticas para uma mudança desse quadro, no futuro.

Palavras-chave


Arqueologia brasileira; Comunidade arqueológica; Censo; Demografia; Perfil

Texto completo:

PDF

Referências


AITCHISON, Kenneth. Discovering the Archaeologists of Europe. In: JAMESON, John H.; EOGAN, James (eds.). Training and practice for modern day archaeologists. New York: Springer, 2013, p. 15-29.

AITCHISON, Kenneth. Discovering the Archaeologists of the Americas: Pilot Project. In: Annual Meeting of The Society for American Archaeology, 81, 2017, Vancouver. Anais eletrônicos... Vancouver: SAA, 2017. Disponível em: https://core.tdar.org/document/430068/discovering-the-archaeologists-of-the-americas-pilot-project. Acesso em: 2 fev. 2020.

AITCHISON, Kenneth; ROCKS-MCQUEEN, Doug. Discovering the Archaeologists of the United Kingdom 2012-14. 2014. Disponível em: http://www.discovering-archaeologists.eu/united_kingdom.html. Acesso em: 2 fev. 2020.

ARI: ASSOCIATION RESEARCH INC. 2005 Salary Survey. Conducted for the Society for American Archaelogy in cooperation with Society for Historical Archaeology. 2005.

BALLESTRIN, Luciana. América Latina e o giro decolonial. Rev. Bras. Ciênc. Polít., Brasília , n. 11, p. 89-117, Aug. 2013.

BANDEIRA, Arkley; SILVA, Maurício André. Revista de Arqueologia Pública, Temática: Arqueologia Queer, v. 13, n. 1 [22], 2019.

BARRETO, Cristiana. A construção de um passado pré-colonial: uma breve história da arqueologia no Brasil. Revista USP, n. 44, p. 32-51, 1999.

BENTZ, Martin; WACHTER, Tobias. Discovering the Archaeologists of Germany 2012-14. 2014. Disponível em: https://www.discovering-archaeologists.eu/germany.html. Acesso em: 2 fev. 2020.

BEZERRA, Marcia. Bicho de nove cabeças: os cursos de graduação e a formação de arqueólogos no Brasil. Revista de Arqueologia, v. 21, n. 2, p. 139-154, 2008.

BEZERRA, Marcia. Is There a Public Archaeology?: an approach from Brazil. In: 83rd Annual Meeting of the Society for American Archaeology/SAA Washington D.C., 2018. Abstracts, p. 42. Disponível em: https://documents.saa.org/container/docs/default-source/doc-annualmeeting/annualmeeting/abstract/abstract_2018.pdf?sfvrsn=1089ce46_4. Acesso em: 20 fev. 2020.

BEZERRA, Marcia. O ensino de arqueologia na Amazônia. In: CONGRESSO DA SAB, XIX, Livro de Resumos...Teresina, 2017, p. 102.

BRANDÃO, Kelly V. da S. et al. Quem somos nós? A formação da comunidade arqueológica no Brasil. In: CONGRESSO DA SAB, XX. Anais eletrônicos…Pelotas: SAB, 2019. Disponível em: https://www.xxcongresso.sabnet.com.br/download/download?ID_DOWNLOAD=3. Acesso em: 2 fev. 2020.

BRANDÃO, Kelly et al. Surgimento e consolidação da Semana Internacional de Arqueologia Discentes MAE/USP: uma reflexão. no prelo

BRASIL. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2018/lei/L13653.htm. Acesso em: 2 fev. 2020.

CALDARELLI, Solange B.; SANTOS, Maria do Carmo M. M. Arqueologia de contrato no Brasil. Revista da USP v. 43/44, p. 52-73, 1999-2000.

CAROMANO, Caroline F.; GASPAR, Meliam V.; PEREIRA, Ester R.; LIMA, Márjorie do N.; LIMA, Jaqueline C. F. de L. Nem todas são Betty ou Anna: o lugar das arqueólogas no discurso da Arqueologia Amazônica. Revista de Arqueologia, v. 30, n. 2, p. 115-129, 2017.

CAROMANO, Caroline F.; TRINDADE, Thiago B.; CASCON, Leandro M. O ensino da arqueologia visto dos bancos da Pós-Graduação. Habitus, v. 12, n. 2, p. 205-220, 2014.

COBB, Hannah; CROUCHER, Karina. Personal, Political, Pedagogic: Challenging the Binary Bind in Archaeological Teaching, Learning and Fieldwork. Journal of Archaeological Method and Theory, v. 23, p. 949-969, 2016.

COLETIVO ESTRATIGRAFIA FEMINISTA. Zine machismo e arqueologia. 2015. Disponível em: https://arqueologiaeprehistoria.files.wordpress.com/2015/10/souza-et-al-2015-zine-sobre-o-machismo-e-a-arqueologia.pdf. Acesso em: 2 fev. 2020.

COSTA, Cláudia; Discovering the Archaeologists of Germany 2012-14. 2014. Disponível em: https://www.discovering-archaeologists.eu/discovering_the_archaeolo/portugal.html. Acesso em: 2 fev. 2020.

CRENSHAW, Kimberlé. Documento para o encontro de especialistas em aspectos da discriminação racial relativos ao gênero. Revista Estudos Feministas, Florianópolis, v. 10, n. 1, p. 171-188, 2002.

DISCOVERING ARCHAEOLOGISTS OF EUROPE. Disponível em: http://www.discovering-archaeologists.eu/. Acesso em: 2 fev. 2020.

DOCUMENTO de Área – Antropologia e Arqueologia – CAPES, 2019. Disponível em: https://www.capes.gov.br/images/Documento_de_%C3%A1rea_2019/Antropologia.pdf. Acesso em: 2 fev. 2020.

FLORENZANO, Maria Beatriz B. O ensino da arqueologia na USP: um depoimento. Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia, v. 30, p. 4-11, 2018.

FUNARI, Pedro P. A. Arqueologia no Brasil e no Mundo: origens, problemáticas e tendências. Ciência e Cultura, v. 65, p. 23-25, 2013.

FUNARI, Pedro P. Como se tornar arqueólogo no Brasil. Revista USP, n.44, p. 74-85. 1999-2000.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. 6a edição. São Paulo: Editora Atlas S.A. 2008.

GT ARQUEOLOGIA DE CONTRATO. Mesa redonda arqueologia de contrato. In: Semana Internacional de Arqueologia Discentes MAE/USP, III, São Paulo, 2013. Anais… São Paulo: SIA, 2013.

HARTEMANN, Gabby. 2019. Nem ela nem ele. Por uma arqueologia (trans) além do binário. Revista de Arqueologia Pública. V.13. N.1. s/pp.

IBGE. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-sala-de-imprensa/2013-agencia-de-noticias/releases/25989-pretos-ou-pardos-estao-mais-escolarizados-mas-desigualdade-em-relacao-aos-brancos-permanece. Acesso em: 2 fev. 2020.

JAMESON, John H.; EOGAN, James (Eds.). Training and practice for modern day archaeologists. New York: Springer, 2013.

KERN, Arno. O perfil dos arqueólogos brasileiros. In: SCHAAN, Denise Pahl; BEZERRA, Marcia. (Org.). Construindo a arqueologia no Brasil: a trajetória da Sociedade de Arqueologia Brasileira. Belém: GK Noronha, 2009. p. 93-133.

LIMA, Márjorie N.; BEZERRA, Marcia; CAROMANO, Caroline F.; GASPAR, Meliam V.; RIBEIRO, Ester P.; LIMA, Jaqueline C. F.; BRANDÃO, Kelly V. S.; CABRAL, Mariana; BELLETTI, Jaqueline da S.; WICHERS, Camila A. M.; FREITAS, Aline G.; BIANCHINI, Gina F.; CASCON, Leandro M.; TAMANAHA, Eduardo K.; TRINDADE, Thiago. Arqueólogas e arqueólogos no Brasil: um estudo inicial. In: Semana Internacional de Arqueologia Discentes MAE/USP, VI, São Paulo, 2019. Anais… São Paulo: SIA, 2019.

MAJEWSKI, Teresita; AITCHINSON, Kenneth. What Did We Learn? SAA’s Discovering the Archaeologists of the Americas Pilot Project. In: Annual Meeting of the Society for American Archaeology, 82, 2018, Washington, DC. Anais eletrônicos... Washington, DC: SAA, 2018. Disponível em: https://core.tdar.org/document/443313/what-did-we-learn-saas-discovering-the-archaeologists-of-the-americas-pilot-project. Acesso em: 2 fev. 2020.

MUSEU DE ARQUEOLOGIA E ETNOLOGIA. Disponível em: https://sites.usp.br/ppgarqmae/institucional. Acesso em: 2 fev. 2020.

MUSEU NACIONAL. Disponível em: http://www.museunacional.ufrj.br/ppgarq/. Acesso em: 2 fev. 2020.

PASSOS, Lara de Paula. Arqueopoesia: uma proposta feminista afrocentrada para o universo arqueológico. Dissertação de mestrado. Programa de Pós Graduação em Antropologia - Àrea de concentração: Arqueologia. Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2019.

PASSOS, Lara de Paula. Da beira ao fundo: uma análise bibliométrica feminista da arqueologia brasileira a partir de dois estudos de caso. Monografia. Antropologia, Faculdade de Ciências Humanas e Filosofia da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, 2017.

PUC-GOIÁS. Disponível em: http://sites.pucgoias.edu.br/pesquisa/igpa/o-curso-de-arqueologia/. Acesso em: 20 fev 2020.

QUIJANO, Anibal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, Edgardo (org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires, CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, p. 117-142, 2005.

RIBEIRO, Loredana M. R. Revista de Arqueologia, Dossiê: Arqueologia e Crítica Feminista, v. 30, n. 2, 2017.

RIBEIRO, Loredana M. R. Teorias feministas e gênero na arqueologia brasileira - por que não? Simpósio Temático. In: CONGRESSO DA SOCIEDADE DE ARQUEOLOGIA BRASILEIRA, XVIII. Livro de Resumos… Goiânia: SAB, 2015. p. 30-31.

RIBEIRO, Loredana et al. A saia justa da arqueologia brasileira: mulheres e feminismos em apuro bibliográfico. Estudos Feministas, v. 25, n. 3, p. 1093-1110, 2017.

SAB: Sociedade de Arqueologia Brasileira. Jornal Arqueologia em Debate, n.3, jun. 2011.

SAB ARQ-GEO. Disponível em: https://arqgeo.insod.org/en. Acesso em: 2 fev. 2020.

SCHAAN, Denise; BEZERRA, Marcia (Orgs.). Construindo a arqueologia no Brasil: a trajetória da Sociedade de Arqueologia Brasileira. Belém: GK Noronha, 2009

SOUZA, Rafael de A. e. Da miss-sambaqui ao monstro de Sobral arqueologia paulistana entre os anos de 1930 e 1950. Varia História, Belo Horizonte, v. 30, n. 52, p. 257-286, 2014.

ULGUIM, Priscila. Analisando a programação do congresso da sociedade de arqueologia brasileira e outras coisas do gênero. 2019. Disponível em: https://bonesburialsandblackcoffee.wordpress.com/2019/09/18/analisando-a-programacao-do-congresso-da-sociedade-de-arqueologia-brasileira-e-outras-coisas-do-genero/. Acesso em: 2 de fev. 2020.

ULM, Sean; MATE, Geraldine; DALLEY, Cameo; NICHOLS, Stephen. A working profile: the changing face of professional archaeology in Australia. Australian Archaeology, v. 76, p. 34-43, 2013.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Disponível em: https://www.ufpe.br/ppgarqueologia. Acesso em: 2 fev. 2020.

VENTURINI, Anna Carolina. Ações afirmativas na pós-graduação. Rio de Janeiro: GEMAA-IESP-UERJ, (Infográfico), 2017. Disponível em: http://gemaa.iesp.uerj.br/infografico/acoes-afirmativas-na-pos-graduacao/. Acesso em: 21 fev. 2020.

ZANETTINI, Paulo. Projetar o futuro para a arqueologia brasileira: desafio de todos. Revista de Arqueología Americana, v. 27, p. 71-84, 2009.

ZANETTINI, Paulo; WICHERS, Camila. Arqueologia preventiva e o ensino da arqueologia no Brasil. Habitus, v. 12, n. 2, p. 239-256, 2014.

ZARANKIN, Andres; PELLINI, José R. Arqueologia e companhia: reflexões sobre a introdução de uma lógica de mercado na prática arqueológica brasileira. Revista de Arqueologia, v. 25, n. 2, p. 44-60, 2012.

ZEDER, Melinda A. The American Archaeologist: a profile. Society for American Archaeology: AltaMira Press, 1997b.

ZEDER, Melinda A. The American Archaeologist: Results of the 1994 SAA Census. SAA Bulletin, v. 15, n. 2, p. 20-29, 1997a. Disponível em: https://documents.saa.org/container/docs/default-source/doc-publications/publications/saa-bulletin/1997/saa-bulletin-15(2)-final.pdf?sfvrsn=f9f1439f_2. Acesso em: 2 fev. 2020.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v18i1.8104

Direitos autorais 2020 Meliam Viganó Gaspar, Caroline Fernandes Caromano, Ester Ribeiro Pereira, Kelly Brandão, Jaqueline Belletti, Aline Freitas, Lara de Paula Passos, Márjorie do Nascimento Lima, Eduardo Kazuo Tamanaha, Leandro Matthews Cascon, Gina Faraco Bianchini, Mariana Petry Cabral, Camila Azevedo de Moraes Wichers, Marcia Bezerra

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.