Botando Lenha na Fogueira: um Estudo Etnoarqueológico do Fogo na Amazônia

Caroline Fernandes Caromano

Resumo


Evidências do uso do fogo são quase onipresentes em sítios arqueológicos. Embora ele seja um elemento tão comum, são raros os casos em que o fogo é o objeto de estudo principal das pesquisas. Tendo em vista essa contradição, esta tese apresenta o resultado de uma arqueologia do fogo realizada entre os Asurini do Xingu, grupo indígena amazônico que habita a Terra Indígena Koatinemo, localizada na região do médio curso do Rio Xingu, estado do Pará, Brasil. O objetivo da pesquisa de campo foi documentar aspectos técnicos e simbólicos do uso do fogo no cotidiano dos Asurini, identificando e classificando os tipos de estruturas de combustão e de emprego do fogo em diferentes áreas de atividade, das fogueiras e fornos às roças. As informações coletadas em campo foram analisadas com base na literatura sobre os Asurini e complementadas com análises de laboratório, comparando-se os dados de temperatura obtidos com termômetro infravermelho com análises de espectroscopia FTIR realizadas nos sedimentos de fogueiras e fornos. Além da observação e documentação de práticas de queima, foram também realizadas entrevistas com os Asurini sobre questões relativas ao uso do fogo, buscando entender seus papéis funcionais, sociais e simbólicos para este grupo. Por fim, a pesquisa teve a intenção de demonstrar como o entendimento do fogo como cultura material pode ampliar as possibilidades de sua investigação no presente, servindo também como uma fonte interpretativa do fogo no registro arqueológico.

Palavras-chave


Fogo como Cultura Material; Arqueologia do Fogo; Arqueologia Amazônica; Asurini do Rio Xingu.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v16i2.7040

Direitos autorais 2019 Caroline Fernandes Caromano

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.