Resistência Multivocal: Agenciamento e Ressiginificação de Sítios Pré-Coloniais

Marcélia Marques

Resumo


Os sítios de arte rupestre não são dotados de um significado pré-determinado em vias de serem revelados apenas no plano da pesquisa científica, ao contrário, suas histórias efetivas foram alcançadas por múltiplas significações ao longo do tempo, podendo manter vínculos com os mais diversos narradores acerca de contextos culturais e históricos. No Estado do Ceará, Nordeste do Brasil, nos sítios arqueológico Furna dos Caboclos I e Furna dos Caboclos II, os ossos espalhados no interior de um desses abrigos foram atribuídos a um massacre em 1849.

Palavras-chave


Arte Rupestre; Multivocalidade; Descolonização; Resistência; Genocídio.

Texto completo:

PDF

Referências


BARATA, Mariano. Imagem digital. Vídeo realizado por amador. Comunidade de Monte Nebo, Crateús-Ceará, em 20 de maio de 2003.

AUDELAIRE, Charles. Sobre a modernidade: o pintor da vida moderna. Paz e Rio de Janeiro: Terra. 1996.

BENDER, Barbara. The roots of inequality. MILLER ; ROWLANDS Michael, TILLEY, Chirstopher. Domination and Resistence. Routledge. London and New York. 1988.

CLASTRES, Pierre. Arqueologia da violência. São Paulo: Cosac y Naify. 2004.

DELEUZE, Gilles; GUATARRI, Félix. O que é a filosofia? Rio de Janeiro: Editora 34. 1997.

FOUCAULT, Michel. La verdade y las formas jurídicas. Barcelona: Gedisa. 1978.

LATOUR, Bruno. Por uma antropologia do centro. Mana, v.10, n. 2, p.397-414, 2004.

LATOUR, Bruno. Nunca fuimos modernos. Buenos Aires: Siglo XXI. 2007.

MARQUES, Marcélia. Grafismos rupestres do Sertão Central do Ceará: análise técnica e estado de conservação. Dissertação (Mestrado em 2000) – Departamento de História. Universidade Federal de Pernambuco. Recife. 2002.

MARQUES, Marcélia. Materiais e saber na arte rupestre. Museu do Ceará. RDS. Fortaleza. 2009.

MARTIN, Gabriela. Pré-história do nordeste do Brasil. Recife: UFPE. 1999.

MILLER, Daniel The limits of dominance. MILLER, Daniel, ROWLANDS Michael, TYLLEY, Christopher. Domination and resistance. New York : Routledge.1988.

OLSEN, Bjørnar. Scene from a troubled engagement: post-structuralism and material culture studies. TILLEY, C.; KEANE, W.; KÜCHLER S.; ROWLANDS, M.; SPYER, P. Handbook of material culture. London. 2006.

PEIRCE, Charles Sanders. Semiótica. Perspectiva. São Paulo. 2005.

POTIGUARA, Helena. Helena Potiguara. Entrevista concedida à autora, Marcélia Marques. Crateús-Ceará, em 18 de janeiro de 2016.

QUIGNARD, P. Marco Cornélio Frontão: primeiro tratado de retórica especulativa. São Paulo: Hedra. 2012.

WEISMAN, B. R. Nativism, resistance, and ethnogenesis of the Florida Seminole indian identity. Historical Archaeology, v. 41, n. 4, p.198-212. 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v16i2.6640

Direitos autorais 2019 Marcélia Marques

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.