Igrejas Remanescentes dos Acampamentos de Obras de Brasília: Patrimônio, Discurso e Documentação

Daniela Pereira Barbosa, Maria Fernanda Derntl

Resumo


Este trabalho consiste na análise documental dos processos de tombamento de duas Igrejas remanescentes de acampamentos de obras que são reconhecidas como patrimônio pelo Distrito Federal: a São Geraldo, no Paranoá e a São José Operário, na Candangolândia. Completamente em madeira, ambas apresentam tipologia típica da época da construção de Brasília, sendo retratadas como memória viva deste período. Nosso percurso se deu a partir da coleta de informações, na documentação, que embasaram as justificativas para o tombamento dessas Igrejas, analisando sobretudo os discursos que foram construídos para tal fim e os interesses envolvidos. Relacionamos as motivações expressas com bibliografia específica, a fim de compreender a trajetória patrimonial das Igrejas remanescentes de acampamentos de obras a partir de sua documentação.

Palavras-chave


Brasília; Igreja São Geraldo; Igreja São José Operário; Memória; Documentação.

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Superintendência do IPHAN no Distrito Federal. Roteiro dos acampamentos pioneiros no Distrito Federal Superintendência do IPHAN no Distrito Federal; organização Carlos Madson Reis, Sandra Bernardes Ribeiro; elaboração do texto, José Mauro de Barros Gabriel. Brasília DF, 2016.

CHOAY, Françoise. A alegoria do patrimônio. Tradução de Luciano Vieira Machado. São Paulo: Editora UNESP, 2001.

DISTRITO Federal. Processo de tombamento nº 147.000.594/98 – GDF. Inscrição no Livro de Tombo: GDF Livro II – Edifícios e Monumentos Isolados – DePHA – GDF, folha 004, inscrição nº 14, em 17/2/2000. Decreto de tombamento nº 19.960, de 29/12/98, publicado no DODF de 30/12/98. Brasília-DF, 1998.

DISTRITO Federal. Processo de tombamento nº 150.000.276/93 – GDF. Inscrição no Livro de Tombo: GDF: Livro II – Livros e Monumentos Isolados – DePHA – GDF, folha 003, Inscrição nº 012, em 14/12/93. Decreto de Tombamento nº 15.156, de 27/10/93, publicado no DODF de 29/10/93. Lei nº 609, de 6/10/93, da Câmara Legislativa do DF. Brasília-DF, 1993.

EPSTEIN, David. Brasília: plan and reality. A study of planned and spontaneous urban development. Los Angeles: University of California Press, 1973.

FUNARI, P. P.; PELEGRINI, S. C. A. Patrimônio histórico e cultural. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006.

MENESES, Ulpiano T. Bezerra de. O campo do patrimônio cultural: uma revisão de premissas. FÓRUM NACIONAL DO PATRIMÔNIO CULTURAL: Sistema Nacional de Patrimônio Cultural: desafios, estratégias e experiências para uma nova gestão, Ouro Preto/MG, 2009 / Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional; coordenação, Weber Sutti. Brasília, DF: Iphan, 2012. p. 25-39.

PERPÉTUO, Thiago Pereira. Uma cidade construída em seu processo de patrimonialização: modos de narrar, ler e preservar. Brasília: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 2015.

POULOT, Dominique, 1956. Uma história do patrimônio no Ocidente, séculos XVIII-XXI: do monumento aos valores. Tradução: Guilherme João de Freitas Teixeira. São Paulo: Estação Liberdade, 2009.

RIBEIRO, Gustavo Lins. O capital da esperança: a experiência dos trabalhadores na construção de Brasília / Gustavo Lins Ribeiro. – Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2008.

RIBEIRO, Sandra Bernardes. Brasília: memória, cidadania e gestão do patrimônio cultural. Annablume, 2004.

RIEGL, Aloïs. O culto moderno dos monumentos: sua essência e sua gênese. Goiânia: UCG, 2006.

VIANNA, Márcio. Conjuntos representativos da época da construção de Brasília. In: GT Brasília: memórias da preservação do patrimônio cultural do Distrito Federal. Brasília: Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 2016.

VIDAL, Laurent. De nova Lisboa a Brasília: a invenção de uma capital (séculos XIX-XX). Tradução: Florence Marie Dravet. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2009.

VIDESOTT, Luisa. Narrativas da construção de Brasília: mídia, fotografias, projetos e história. Unidade da USP, Escola de Engenharia de São Carlos. Tese (Doutorado). Área do Conhecimento: Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo Data de Defesa: 2009-12-08. Orientador: Andrade, Carlos Roberto Monteiro de. Imprenta São Carlos, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v16i2.6610

Direitos autorais 2019 Daniela Pereira Barbosa

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis B2

Visitantes - (01/01/2005 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 11.051
Estados Unidos 625
França 348
Argentina 155
Portugal 117
México 98
Reino Unido 84
Alemanha 77
Espanha 54
Total 13.137

Fonte: Google Analytics.