A Arqueologia de um Jardim: pesquisa arqueológica do passeio público do Rio de Janeiro/RJ

Rosana Najjar, et ali.

Resumo


O Passeio Público do Rio de Janeiro, primeiro jardim público do Brasil, foi construído em fins do século XVIII (pelo Mestre Valentin) e tombado pelo IPHAN em 1938. O jardim passou por várias transformações; Glaziou (1862); a construção do Theatro-Cassino (1922) e sua demolição (1937). O objetivo do projeto de restauro foi o de resgatar as características do jardim de Glaziou, com valorização dos vários aspectos do projeto de Valentim nele presentes. A arqueologia buscou revelar vestígios desses principais momentos e reconhecer como a sociedade se apropriou daquele espaço.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v5.2.2007.455-479

Direitos autorais

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.