Mata que é Corcunda! Os índios do Ceará na guerra de independência do Piauí

João Paulo Peixoto Costa

Resumo


Resumo: este artigo visa investigar o envolvimento militar dos índios do Ceará no contexto da independência do Brasil, quando foram recrutados para conter o foco de resistência portuguesa no Piauí em 1823. A análise da participação indígena nesses acontecimentos, quando se viam na iminência de serem enquadrados em novos estatutos jurídicos por conta
dos movimentos liberais portugueses, revela tanto o seu papel para as autoridades do novo país quanto sua luta pela defesa da condição de vassalos livres e de outras antigas garantias. Refletiremos acerca dos significados indígenas da independência brasileira, do antilusitanismo
e das diferentes relações estabelecidas com outros agentes, componentes de sua atuação bélica e cultura política.
Palavras-chave: Índios. Independência. Cultura Política. Antilusitanismo. Guerra.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v14.2.2016.243-262

Direitos autorais 2017 Habitus

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS | Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis B2