A Fotografia Arqueológica: entre a Mimese e a Criação

Sarah Hissa

Resumo


Resumo: desde meados do século XIX, a arqueologia utiliza a fotografia como método de apreensão, registro e divulgação da materialidade que estuda, incorporando-a de modo essencial ao trabalho arqueológico. Contudo, as questões e ênfases propostas pela disciplina não se
mantiveram estáticas. Apresenta-se breve histórico da “ fotografia arqueológica”, problematizando o conceito da fotografia como mimese e a oposição entre criatividade e registro.
Palavras-chave: Fotografia científica. Pensamento arqueológico. Registro arqueológico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v13.2.2015.71-88

Direitos autorais 2016 Habitus

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.