Alimentação, Identidade e Memória Práticas Alimentares Cabo-Verdianas num Contexto Migratorio

Tiago Silveiro de Oliveira

Resumo


Resumo: o artigo explora as ideias de alimentação, identidade, migração e memória para debater as práticas e os territórios da alimentação das comunidades cabo?verdianas, na região
metropolitana de Lisboa, Portugal. Nesse sentido, atenta na simbologia das práticas e produtos alimentares desta comunidade migrante e no modo como estes operam na nostalgia
dos sabores cabo-verdianos traduzida na expressão de kumida di téra.
Palavras-chave: Alimentação. Memória. Identidade. Migração. Comunidades Cabo-Verdianas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v11.1.2013.19-35

Direitos autorais

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis B2

Visitantes - (04/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 13.078
Estados Unidos 671
França 361
Argentina 176
Portugal 132
México 120
Alemanha 90
Reino Unido 87
Espanha 60

Fonte: Google Analytics.