A Ritualística Fúnebre dos Povos do Mar: cismogêneses e semióticas

Potyguara Alencar dos Santos

Resumo


Resumo: o artigo traz o relato etnográfico da visita, ritual oral fúnebre praticado pelos habitantesda comunidade de pescadores marítimos de Tatajuba, localizada na costa extremo-oeste
do estado do Ceará. Em observância aos comentários de teoria e método antropológicos clássicos, intenta-se abordar os atores e simbologias de composição da cena ritualística.
Palavras-chave: Antropologia da arte e do rito. Rituais orais fúnebres. Semiótica. Cismogênese.
Comunidade de pescadores marítimos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v10.2.2012.271-284

Direitos autorais

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis B2

Visitantes - (01/01/2005 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 11.051
Estados Unidos 625
França 348
Argentina 155
Portugal 117
México 98
Reino Unido 84
Alemanha 77
Espanha 54
Total 13.137

Fonte: Google Analytics.