O Caminho que Leva ao Corrente: o sítio arqueológico histórico cachoeira do corrente

Cristiane Loriza Dantas

Resumo


Resumo: este artigo tem como objetivo apresentar discussões referentesas relações sociais que se estabeleceram no sudoeste goiano por meio da Fazenda Cachoeira do Corrente instalada às margens do Córrego Corrente, na primeira metade do século XIX. Do ponto de vista da arqueologia, o estudo da fazenda é de significativa importância, pois poucos são os trabalhos realizados contemplando estes contextos.

Palavras-chave: Sítios históricos. Paisagem. Caminhos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v8.1.2010.165-186

Direitos autorais

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.