A Antropologia das Técnicas e o Povoamento da América do Sul Pré-Histórica

Emílio Fogaça, Eric Boà«da

Resumo


Este trabalho apresenta a temática proposta no simpósio realizado no 52à° Congresso Internacional de Americanistas, em julho de 2006, em Sevilha. Argumentamos sobre a pertinência dos estudos tecnológicos de indústrias líticas para a compreensão de fenômenos de maior âmbito, como a evolução e a adaptação das técnicas ao meio, os deslocamentos populacionais ou os processos de interação cultural entre grupos humanos. Tradicionalmente, os vestígios líticos relacionados com os períodos de possíveis povoamentos das Américas vêm sendo tratados por um prisma tipológico (o que levou à  enorme importância atribuída à s pontas de projétil). Procuramos, ao contrário, discorrer sobre a necessidade e a prioridade dos estudos tecnólogicos globais para o enriquecimento das discussões sobre esse tema.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/hab.v4.2.2006.673-684

Direitos autorais

Rodapé - Habitus

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


HABITUS| Instituto Goiano de Pré-História e Antropologia | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 1983-7798 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = A3

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.