While there is a thread of hope, God is there: popular Catholicism in the tale "Nhola dos Anjos", by Bernardo Élis

Carolina Teles Lemos, Maria Aparecida Castro

Resumo


Presents an analysis of the religious concepts highlighted by the characters in the short story "Association of Angels" by Bernardo Elis. Highlights that, in a context of tragedy and despair, religion presents itself to the characters as a tenuous thread of hope, in which they hold until the last minute of their lives. This form of religious expression, typical of the rustic Catholicism, expresses the cultural traits goiana in the period in which the author wrote your tale, the Decade of 1930, in the State of Goiás, in a context of extreme needs of the Riverside population. The author portrays masterfully such socio-cultural moment, in such a way that the cultural aspects for him described today cause movements in the sensibility of the reader, updating, so your message.

Enquanto houver um fio de esperança, Deus aí está: catolicismo popular no Conto “Nhola dos Anjos”, de Bernardo Élis

Apresenta-se uma análise das concepções religiosas evidenciadas pelos personagens do conto “Nhola dos Anjos”, de Bernardo Élis. Destaca-se que, em um contexto de tragédia e desespero, a religião apresenta-se aos personagens como um tênue fio de esperanças, no qual elas agarram-se até o último minuto de suas vidas. Essa forma de expressão religiosa, típica do catolicismo rústico, expressa traços da cultura goiana no período em que o autor escreveu seu conto, a década de 1930, no interior de Goiás, em um contexto de extremas necessidades da população ribeirinha. O autor retrata com maestria tal momento sócio-cultural, de tal forma que os aspectos culturais por ele descritos ainda hoje causam movimentos na sensibilidade do leitor, atualizando, assim, sua mensagem.


Palavras-chave


Catolicismo Popular, Análise Literária

Texto completo:

PDF (portuguese)

Referências


BERGER, Peter. O dossel sagrado: elementos para uma teoria sociológica da religião. São Paulo: Paulus, 1985.

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. Sergio Miceli (Org.). São Paulo: Perspectiva, 1998.

CANDIDO, Antonio. A literatura e a formação do homem. Revista Ciência e Cultura, Campinas, v. 24, n. 9, p. 803-809, set. 1972.

CANDIDO, Antonio. Estudo analítico do poema. São Paulo: FFLCH/ USP, 1987.

ELIADE, Mircea. O sagrado e o profano. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

ÉLIS, Bernardo. Melhores contos Bernardo Élis. São Paulo: Global, 2003 (Coleção melhores contos).

FOUCAULT, Michel. Microfísica do poder. Rio de Janeiro: Graal, 1990.

GANCHO, Candida Vilares. Como analisar narrativas. São Paulo: Ática, 2001.

GEERTZ, Cliford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Guanabara, 1989.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 2007.

LUHMANN, Niklas. La religión de la sociedad. Madrid: Trotta, 2007.

MARX, Karl. Contribuição à crítica da filosofia do direito de Hegel. In MARX, Karl. Manuscritos econômicos e filosóficos. São Paulo: Martin Claret, 2004.

OLIVEIRA, Andria da Silva. A construção literária do homem simples: alienação e metamorfismo. Cuibá, 2008. Dissertação (Mestrado em Literatura) – Universidade Federal de Mato Grosso, Mato Grosso, 2008. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2015.

PALMER. Richard. Hermenêutica. Lisboa-Portugal: Edições 70, 2015.

PROUST, Marcel. O tempo redescoberto. São Paulo: Globo, 2004 (Em busca do tempo perdido, 7).




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/gua.v7i2.6227

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


GUARÁ | Departamento de Letras | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-4957 | Qualis B2

Flag Counter