Kalahari: a sede sensacionalista de Serguilha

Jane - Tutikian

Resumo


Resumo: faz-se, neste texto, um estudo da obra Kalahari, de Luis Serguilha, na qual esse autor transfigura paisagens, na constituição de um mundo imprevisto, assinalado pelo excesso, pois é resultante da ?mineralogia das memórias?. O sujeito lírico se apresenta, aqui, como um ?colecionador de palavras?, que tem a propriedade de de transformar os idiomas em forjas incorpóreas.
Palavras-chave: Kalahari. Eclosão do intraduzível. Poética transgressora.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/gua.v4i1.3910

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


GUARÁ | Departamento de Letras | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-4957 | Qualis B2

Flag Counter