Kalahari de Luís Serguilha sem Antes e Sem Afora

Deise - Quintiliano, Marcus Alexandre Motta

Resumo


Resumo: o texto de Kalahari se oferece ao leitor no instante conturbado das formações perceptíveis, que adentram o dilúvio, e se este fecha o livro e olha, para cima, vê estrelas num céu às avessas, no qual o mundo se desfaz em ruínas, poeira e estilhaços nascentes de línguas mortas, onde o abandono convive lado a lado com a instauração do sentido.
Palavras-chave: Kalahari. Lugar alado. Aventura impenetrável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/gua.v4i1.3906

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


GUARÁ | Departamento de Letras | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | e-ISSN 2237-4957 | Qualis B2

Visitantes - (05/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 2.138
França 268
Estados Unidos 162
Portugal 62
Alemanha 41
Iraque 26
Ukrania 22
Yemen 20
Itália 18

Fonte: Google Analytics.