Um Ser Tão de Memórias: uma análise do uso da fotografia na construção da imagem-tempo

Fernando Miceli, Joana Bahia

Resumo


Este trabalho tem como objeto de análise o filme O sertão das memórias, de Jose Araújo (1996), e enfatiza a importância do uso da fotografia como construtora de sentidos mediante a utilização do conceito que Gilles Deleuze atribui à  imagem-tempo. O filme estudado trata de questões recorrentes na filmografia nacional, como a religiosidade e o sertão, e obteve prêmios e respaldo da crítica especializada pelo modo criativo com que se utiliza das imagens, dando-lhes novas interpretações e novos olhares.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v16i910.97

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.