VOZES EXCLUÍDAS: JUVENTUDES E DIREITOS HUMANOS ENTRE JOVENS EM MEDIDA SOCIOEDUCATIVA

Stefanny Karulayne Figueiredo de Lucena, Fátima Fernandes Catão

Resumo


Este estudo tem por objetivo analisar os significados de juventudes e direitos humanos entre jovens em cumprimento de medida socioeducativa de privação de liberdade em um Centro Educacional do Jovem (CEJ). Participaram da pesquisa 20 jovens do sexo masculino, entre 18 e 21 anos de idade. Foram aplicados questionários sociodemográficos e entrevista semiestruturada. Utilizou-se a análise de conteúdo categorial temática com o auxílio do software ALCESTE de análise de dados textuais à luz da perspectiva da Psicologia Sócio-Histórica. Foram configurados quatro eixos temáticos: Presença/ausência dos direitos humanos na vida dos jovens, com 61% das UCEs (Unidades de Contexto Elementares); Juventude e criminalidade, com 10% das UCEs; Motivos que levaram à reclusão, com 14% das UCEs; e, Insatisfação com a vida e perspectiva de mudança, com 15% das UCEs. A pesquisa evidenciou significados e reflexões acerca de juventudes, direitos humanos e possibilidades de mudanças na vida dos jovens em medida socioeducativa.

Palavras-chave


Juventude; Direitos Humanos; Medida Socioeducativa; Psicologia Sócio-Histórica

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. R.; LEÃO, G. No “fio da navalha”: projetos de futuro de Jovens em privação de liberdade. Revista da FAEEBA, v. 27, n. 53, p. 237-250, 2018. Disponível em: http://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/5674/3619. Acesso em: 9 fev. 2019.

ANDRADE, M. S.; BARROS, V. A. O jovem egresso da medida socioeducativa de internação: repercussões psicossociais. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 70, n. 1, p. 37-53, 2018. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/arbp/v70n1/04.pdf. Acesso em: 9 fev. 2019.

AZEVEDO, C. R. S.; AMORIM, T. R. S.; ALBERTO, M. F. P. Adolescência e ato infracional: violência institucional e subjetividade em foco. Psicologia, Ciência e Profissão, v. 37, n. 3, p. 579-594, 2017. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pcp/v37n3/1982-3703-pcp-37-3-0579.pdf. Acesso em: 13 dez. 2017.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Estatuto da Criança e do Adolescente. Lei Federal n° 8.069. 1990. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/estatuto_crianca_adolescente_3ed.pdf. Acesso em: 13 dez. 2017.

BRASIL. Estatuto da Juventude. Lei Federal n° 12.852. 2013. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12852.htm. Acesso em: 13 dez. 2017.

BRUM, L. S. P. A percepção do adolescente/jovem em conflito com a lei acerca da Medida Socioeducativa de Internação: apresentação dos impactos da privação da liberdade sob a ótica dos jovens que passaram pelo Centro Socioeducativo de Juiz de Fora. 2012. 226 f. Dissertação (Mestrado em Serviço Social) – Curso de Pós-Graduação em Serviço Social, Universidade Federal de Juiz de Fora, 2012. Disponível em: https://repositorio.ufjf.br/jspui/bitstream/ufjf/1728/1/liviadesouzapiresbrum.pdf. Acesso em: 13 dez. 2017.

CATÃO, M. F. Projeto de vida em construção na exclusão/inserção social. João Pessoa: Editora Universitária UFPB, 2001.

CATÃO, M. F. O ser humano e problemas sociais: questões de intervenção. Temas em Psicologia, v. 19, n. 2, p. 459-465, 2011. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/tp/v19n2/v19n2a09.pdf. Acesso em: 13 dez. 2017.

CATÃO, M. F. Psicologia Sócio-Histórica e Pesquisa /Intervenção: Constituição do Sujeito e Transformação Social. In: FERRERO MARTIN, S. T. Psicologia Socio-histórica e Contexto Brasileiro Interdisciplinaridade e Transformação Social. Goiânia: Ed. da PUC Goiás, 2015.

COIMBRA, C. C.; BOCCO, F.; NASCIMENTO, M. L. Subvertendo o conceito de adolescência. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 57, n. 1, p. 2-11, 2005.

COUTINHO, M. P. L, D., Estevam, I. D. Araújo, L. F., Araújo, L. S. Prática de privação de liberdade em adolescentes: um enfoque psicossociológico. Psicologia em Estudo, v. 16, n. 1, p. 101-109, 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v16n1/a12v16n1.pdf Acesso em: 13 dez. 2017.

EVANGELISTA, D. O. Os desafios da prática socioeducativa de privação de liberdade em adolescentes em conflito com a lei: Ressocialização ou exclusão social? Tese (Doutorado) - Pós-graduação em Ciências Sociais, Universidade Federal de Rio Grande do Norte. Natal, RN, 2008. Disponível em: http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/1440/4143. Acesso em: 18 de dezembro de 2017.

FLORES, T. Genocídio da Juventude Negra no Brasil: as novas formas de guerra, raça e colonialidade do poder. In: ALDENORA, M. et al. (orgs.). Direitos Humanos: diversas abordagens. 1. ed. Rio de Janeiro: Câmara Brasileira de Jovens Escritores, 2016. p. 109-125.

GIL, C. Z. V. Jovens e juventudes: consensos e desafios. Educação, v. 31, n. 1, p. 25-42, 2011. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/2909/1647. Acesso em: 15 dez. 2017.

HUNT, L. A Invenção dos Direitos Humanos: uma história. São Paulo: Companhia das Letras, 2009.

MÁXIMO, T. A. C. O.; ALBERTO, M. F. P. O retrato da Juventude e das políticas públicas sob a ótica da produção acadêmica. In: ALVES, N. T. et al. Psicologia: reflexões para ensino, pesquisa e extensão. João Pessoa: Editora da UFPB, 2013.

OLIVEIRA, A. A. S. et al. A contribuição da Psicologia Socio-histórica na análise de produção conceitual de juventude. In: FERRERO MARTIN, S. T. Psicologia Socio-histórica e Contexto Brasileiro Interdisciplinaridade e Transformação Social. Goiânia: Ed. da PUC Goiás, 2015.

REINERT, M. Introdução ao Alceste 4.0. Lisboa: Alceste, 1997.

SCISLESKI, A. C. C.; GALEANO, G. B. Pesquisa-intervenção e juventudes: enredando a produção de vidas marginais. Revista de Psicologia, v. 9, n. 1, p. 18-29, 2018. Disponível em: http://www.periodicos.ufc.br/psicologiaufc/article/view/20631/71584. Acesso em: 13 dez. 2018.

SCISLESKI, A. C. C. et al. Juventude e pobreza: a construção de sujeitos potencialmente perigosos. Arquivos Brasileiros de Psicologia, v. 64, n. 3, p. 19-34, 2012. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/arbp/v64n3/v64n3a03.pdf. Acesso em: 13 dez. 2017.

SCISLESKI, A. C. C. et al. Medida socioeducativa de intervenção: estratégia punitiva ou protetiva? Psicologia e Sociedade, v. 27, n. 3, p. 505-515, 2015. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/psoc/v27n3/1807-0310-psoc-27-03-00505.pdf. Acesso em: 13 dez. 2018.

VALA, J. Análise de conteúdo. In: SILVA, A. S.; PINTO, J. M. Metodologia em Ciências Sociais. Porto: Afrontamentos, 2003. p. 101-128.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

VIGOTSKI, L. S. Pensamento & Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

VIGOTSKI, L. S. Teoria e Método em Psicologia. São Paulo: Martins Fontes, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v29i3.7853

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.