O MOVIMENTO ESTUDANTIL E ARTÍSTICO NOS FESTIVAIS DE MÚSICA EM ÁREA DE SEGURANÇA NACIONAL (1970 a 1976)

Leandro Braz da Costa

Resumo


Compreendendo a abordagem que abarca os diversificados aspectos econômicos, políticos e culturais que permeavam as relações interpessoais e institucionais da época, o ciclo histórico de realização de festivais de música promovidos por estudantes secundaristas e universitários que ocorreram entre os anos de 1970 e 1976, expõem as sociabilidades e protagonismos juvenis na cidade de Rio Grande – RS, enquanto Área de Segurança Nacional.

Palavras-chave


Movimento estudantil; Festivais de música; Sociabilidades.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Francisco das Neves. Governo do Prefeito Farydo Salomão. Revista Biblos, Rio Grande, n. 3, 1990.

CAMARGO, Nelly de. Indústria cultural: o caso brasileiro. Trilhas - Revista do Instituto de Artes da UNICAMP, Campinas, v. 4, n.1, jan./dez. 1993.

CESAR, Willy. Centenário do Colégio Lemos Jr: Rio Grande. Rio de Janeiro: UniverCidade Ed., 2007.

CHAIU, Marilena. Conformismo e resistência. Aspectos da Cultura Popular no Brasil. 3. Ed. São Paulo: Editora Brasiliense, 1989.

DOMINGUES, Marcelo de la Rocha. Superporto de Rio Grande: plano e realidade. Elementos para uma discussão. Dissertação (Mestrado em Geografia) - Programa de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1995.

DREIFUSS, René Armand. 1964: a conquista do Estado: ação política, poder e golpe de classe. 7. Ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2008.

FICO, Carlos. Como eles agiam. Rio de Janeiro: Record, 2001.

FICO, Carlos. Além do Golpe: versões e controvérsias sobre 1964 e a Ditadura Militar. Rio de Janeiro: Record, 2004.

GOODWYN, Ricky. Da Independência Musical. In: MELLO, Maria Amélia (org.). Vinte anos de resistência. Alternativas da Cultura no Regime Militar. Rio de Janeiro: Espaço e Tempo, 1986.

MAGALHÃES, Mario Osorio. Engenharia, Rio Grande: História e algumas histórias. Pelotas: Ed. Armazém Literário, 1997.

MARTINS, Solismar Fraga. Cidade do Rio Grande: industrialização e urbanidade (1873-1990). Rio Grande: Editora da FURG, 2006.

MARTINS, César Augusto Ávila. Morar e habitar em áreas portuárias na cidade do Rio Grande-RS, Brasil. Scripta Nova. Revista Electrónica de Geografía y Ciencias Sociales, Barcelona, v. XIV, n. 331 (30), ago. 2010.

MELLO, Zuza Homem de. A Era dos Festivais: uma Parábola. São Paulo: Ed. 34, 2003.

NAPOLITANO, Marcos. A MPB sob suspeita: a censura musical vista pela ótica dos serviços de vigilância política (1968-1981). Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 24, n. 47, 2004.

NAPOLITANO, Marcos. A música popular brasileira dos anos 70: resistência política e consumo cultural. Participação no IV Congresso de la Rama latinoamericana del IASPM (Cidade do México, abril de 2002).

SANTOS, Jordana de Souza. A repressão ao movimento estudantil na ditadura militar. AURORA: Revista do Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais – UNESP, ano III, n. 5, 2009.

SILVA, Alberto Moby Ribeiro da. A breve e profícua vida do compositor popular Julinho da Adelaide. História: Questões & Debates, Editora da UFPR, Curitiba, n. 31, 1999.

STEPHANOU, Alexandre Ayub. Censura no Regime Militar e militarização das artes. Porto Alegre: Ed. da PUCRS, (Coleção História, vol. 44), 2001.

TINHORÃO, José Ramos. Música Popular: do Gramofone ao Rádio e TV. São Paulo: Ática, 1981.

VENTURA, Zuenir. 1968: O ano que não terminou. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.

VILARINO, Ramon Casas. A MPB em movimento: Música, Festivais e Censura. São Paulo, Ed. Olho D’água, 1999.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v29i3.7529

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.