Ser-no-Mundo em Ser e Tempo de Heidegger

Cezar Luís Seibt

Resumo


No projeto do resgate da questão do sentido do ser, Heidegger elabora a analítica existencial, uma descrição fenomenológica do ente chamado Dasein que pergunta pelo ser. E Dasein é ser-no-mundo, marcado pela finitude, o que significa que sua compreensão também está determinada por este seu modo de ser. Este texto procura mostrar que este fato mantém-se oculto na cotidianidade, dentro da atmosfera da metafísica, e busca resgatar o ser-no-mundo como o modo originário de ser do Dasein, considerando sobretudo a obra Ser e Tempo, publicada em 1927.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v18i4.705

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 25/06/2020)

Fonte: Google Analytics.