“A MÚSICA SERTANEJA É A QUE EU MAIS GOSTO!”: UM ESTUDO SOBRE A CONSTRUÇÃO DO GOSTO A PARTIR DAS RELAÇÕES ENTRE JOVENS ESTUDANTES DE ITUMBIARA-GO E O SERTANEJO UNIVERSITÁRIO

Daniela Oliveira dos Santos

Resumo


Esta comunicação traz parte dos resultados da pesquisa “A música sertaneja é a que eu mais gosto!”: Um estudo sobre a construção do gosto a partir das relações entre jovens estudantes de Itumbiara-GO e o Sertanejo Universitário”. Situada no campo da Educação Musical, a pesquisa teve como objetivo principal compreender como o gosto é construído a partir das relações entre jovens e a música, sob a perspectiva teórica do gosto do sociólogo Antoine Hennion. Foram escolhidos sete jovens entre 14 e 18 anos de idade para participarem da investigação. Os procedimentos metodológicos adotados foram as entrevistas narrativas e observações no colégio, e em um show, além da análise da filmagem de um evento sertanejo na cidade de Itumbiara-GO.

Palavras-chave


Jovens e Música; Construção do Gosto; Educação Musical.

Texto completo:

PDF

Referências


BAUER, Martin. The narrative interview: Comments on a technique for qualitative data collection, p. 1-19, 1996. Disponível em < http://www.lse.ac.uk/collections/methodologyInstitute/pdf/QualPapaers/Bauer-NARRAT1SS.pdf >. Acesso em: 25 mar. 2011.

HENNION, Antoine. Music Lovers. Taste as Performance. Theory, Culture, Society. p. 1-22, 2001.

HENNION, Antoine. Music and Mediation: Toward a New Sociology of Music. In: CLAYTON, Martin; HERBERT, Trevor; MIDDLETON, Richard (Eds.). The Cultural Study of Music: a critical introduction. New York: Routledge, 2003. p. 80-91.

HENNION, Antoine. Une sociologie des attachements. D‘une sociologie de la culture à une pragmatique de l‘amateur. Sociétés, v. 3, n. 85, p.9-24, 2004.

HENNION, Antoine. Réflexivités. L'activité de l'amateur, Réseaux, v. 27, n. 153, p. 57-78, 2009.

HENNION, Antoine. Reflexividades. A atividade do amador. Tradução de André Maranhão Santos e Samuel Carvalheira de Maupeou. Estudos de Sociologia Revista do programa de pos-graduaçào em sociologie da UFPE, n. 16, v. 1, p. 33-58, 2010.

HENNION, Antoine. Pragmática do Gosto. Tradução de Frederico Barros. Desigualdade & Diversidade – Revista de Ciências Sociais da PUC-Rio, n. 8, p. 253-277, jan./jul. 2011.

HORN, David; LAING, Dave; SHEPHERD, John (Eds.). The Continuum Encyclopedia of Popular Music of the World, vol. 1. London: The Continuum International Publishing Group, 2003.

KRAEMER, Rudolf-Dieter. Dimensões e funções do conhecimento pedagógico-musical. Em Pauta, Porto Alegre, v. 11, n. 16/17, p. 50-73, abr./nov. 2000.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v28i4.6898

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Visitantes - (01/01/2006 - 01/08/2019)
País Usuários
Brasil 34.046
Estados Unidos 1.488
Portugal 776
França 293
Moçambique 281
Angola 222
Espanha/td> 95
Chile 83
Colombia 74
Total 38.451

Fonte: Google Analytics.