Down Syndrome X Mothering: the Impact of the Diagnostics in the Mother-Baby Relationship

Mariana Bolentini, Laura Lúcia Ferreira, Andrea Magalhães

Resumo


This article analyses the impact of the Down Syndrome diagnostic in the mothering process. Mothering is understood as the first affectional bond between mother and child, the desire and the availability as well as, the quality care destined for child. The study was carried out through bibliographic and field research interviewing 5 mothers of 3 years old children with down syndrome in Goiânia-GO. It was observed that to receive the Down Syndrome diagnostic influence the mothering process, since it offers the mother derivative fellings by the confrontation of the diagnostic, as well as required a mother rearrange psychically yourself and her habits for to adapt to the children's needs. Taking into consideration, the fact mentioned above it’s possible to conclude in this research the importance the process of mothering under the influence of Down Syndrome diagnostics.

Síndrome de Down X Maternagem: Impacto do Diagnóstico na Relação Mãe-Bebê

O presente artigo analisou os impactos do diagnóstico de Síndrome de Down no processo de maternagem. Entende-se por maternagem, os primeiros laços afetivos entre mãe e filho, o desejo e a disponibilidade bem como, a qualidade dos cuidados destinados à criança. O estudo se deu através de pesquisa bibliográfica e de campo e entrevistou-se 5 mães de crianças de até 3 anos com Síndrome de Down, na cidade de Goiânia - GO. Observou-se que receber o diagnóstico de Síndrome de Down influencia o processo de maternagem, pois, causa na mãe sentimentos viabilizados pelo defrontamento da diagnose, bem como exige que a mãe se reorganize psiquicamente e seus hábitos de vida para adaptar-se as necessidades da criança. Considerando tais fatores, conclui-se nesta pesquisa a importância de ressaltar o processo de maternagem sob a influência do diagnóstico de Síndrome de Down.


Palavras-chave


Mothering; Down Syndrome; Mother-infant relationship; Maternagem; Síndrome de Down; Relação mãe-bebê

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, Fernanda Maria Ribeiro Ramos de. O luto pelo filho idealizado: pais da criança com Síndrome de Down. Tese (Mestrado em Psicologia Clínica) – Instituto Universitário Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida, Lisboa – Portugal, 2015.

BOGO, Maria Lúcia Floriani; CAGNINI, Zenilda Vitalina de Santana; RADUENZ, Marissa. Momento do Diagnóstico de Deficiência: Sentimentos e Modificações na Vida dos Pais. Psicologado Artigos, Abril de 2014. Disponível em: https://psicologado.com/psicologia-geral/desenvolvimento-humano/momento-do-diagnostico-de-deficiencia-sentimentos-e-modificacoes-na-vida-dos-pais Acessos em 10 de agosto de 2016.

BOING, Elisângela; CREPALDI, Maria Aparecida. Os efeitos do abandono para o desenvolvimento psicológico de bebês e a maternagem como fator de proteção. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 21, n. 3, p.211-226, 2004.

COELHO, Charlotte. A Síndrome de Down. Revista Psicologia.PT – O Portal dos Psicólogos, 2016. Disponível em: http://www.psicologia.pt/artigos/textos/A0963.pdf Acessos em 10 de agosto de 2016.

COUTO, Thais Helena Andrade Machado; TACHIBANA, Miriam; AIELLO-VAISBERG, Tania Maria José. A mãe, o filho e a síndrome de Down. Paidéia, Ribeirão Preto, v. 17, n. 37, p. 265-272, 2007.

CUNHA, Aldine Maria Fernandes Vohlk; BLASCOVI-ASSIS, Silvana Maria; FIAMENGHI JR, Geraldo Antonio. Impacto da notícia da síndrome de Down para os pais: histórias de vida. Ciência & Saúde Coletiva, v.15, n.2, p.445-451, 2010.

FOLLY, Débora Silva Guedes; RODRIGUES, Maria do Rosário de Fátima. O fazer do psicólogo e a síndrome de Down: uma revisão de literatura. Psicologia da Educação, São Paulo , n. 30, p. 09-23, jun. 2010.

HASSANO, Alice Y. S. Desenvolvimento neuropsicomotor no primeiro ano de vida. Revista de Pediatria SOPERJ, Rio de Janeiro, n.1, v. 12, p. 9-14, 2011.

LEDERMAN, Vivian Renne Gerber et al. Divórcio nas famílias com filhos com Síndrome de Down ou Síndrome de Rett. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, n.5, v.12, p.1363-1369, 2015.

MARKIZ, Heloisa Fádia; SABATÉS, Ana Llonch. A criança de 01 a 12 meses de idade portadora de Síndrome de Down: comunicando suas necessidades para a mãe. Revista da Sociedade Brasileira de Enfermeiros Pediatras, São Paulo, n.2, v.4, p.79-86, dezembro de 2004.

MATOS, Sócrates Bezerra de, et al. Sindrome de Down: avanços e perspectivas. Revista Saúde.Com, Ilhéus, n. 2, v.3, p.77-86, 2007.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Diretrizes da Atenção a Pessoas com Síndrome de Down. Brasília: Secretaria de Atenção à Saúde – Departamento de Ações Programáticas Estratégicas, 2013.

MONTEIRO, Mayla Cosmo. Um Coração Para Dois: A Relação Mãe-Bebê Cardiopata. Monografia (Psicologia Clínica) – Pontifícia Universidade Católica, Rio de Janeiro, janeiro de 2003.

MOREIRA, Lília MA; EL-HANI, Charbel N; GUSMAO, Fábio AF. A síndrome de Down e sua patogênese: considerações sobre o determinismo genético. Revista Brasileira de Psiquiatria, São Paulo, n. 2, v. 22, p. 96-99, junho de 2000.

MUSTACCHI, Zan; PEREZ, Sergio. Síndrome de Down. In: MUSTACCHI, Zan. Genética Baseada em Evidências – Síndromes e Heranças. São Paulo: CID Editora, 2000. p. 817-894.

NEDER, Mathilde; QUAYLE, Julieta M. de B. R. O Luto Pelo Filho Idealizado: O Atendimento Psicológico a Casais ante o Diagnóstico de Malformação Fetal Incompatível com a Vida. Coletâneas da ANPEPP -1: Relação Amorosa, Casamento, Separação e Terapia de Casal. Rio de Janeiro. 1998, n. 1, v.1, p.37-46. Disponível em https://www.academia.edu/26310977/O_luto_pelo_filho_idealizado. Acessos em 10 de agosto de 2016.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE, Centro Colaborador da OMS para a classificação de Doenças em Português. Capítulo XVII Malformações congênitas, deformidades e anomalias cromossômicas (Q00-Q99). Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde – CID10. [online] São Paulo: 2008. Disponível em: http://www.datasus.gov.br/cid10/V2008/WebHelp/cid10.htm Acessos em 06 de dezembro de 2017.

ROECKER, Simone; et al. A vivência de mães de bebês com malformação. Escola Anna Nery [online], n. 1, v.16, p.17-16, jan./mar. 2012

SIGAUD, Cecília Helenda de Siqueira; REIS, Alberto Olavo Advíncula. Revista da Escola de Enfermagem da USP, n.2, v.33, p. 148-156, junho de 1999.

SILVA, Nara Liana Pereira; DESSEN, Maria Auxiliadora. Síndrome de Down: etiologia, caracterização e impacto na família. Interação em Psicologia, n. 2, v.6, p.167-176, 2002.

TAVARES, Renata Cobetta. O bebê imaginário: uma breve exploração do conceito. Revista Brasileira de Psicoterapia, Porto Alegre, v.18, n. 1, p.68-81, abril, 2016.

WINNICOTT, Donald Woods. A Criança e Seu Mundo. Rio de Janeiro: Editora Livros Técnicos e Científicos S.A, 1982.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v28i2.6142

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Visitantes - (04/09/2017 - 21/10/2019)
País Usuários
Brasil 40.152
Estados Unidos 1.530
Portugal 886
Moçambique 331
França 297
Angola 255
Espanha/td> 105
Chile 96
Colombia 85

Fonte: Google Analytics.