Adolescence and the 'vicissitudes identificatórias'

Marina de Moraes e Prado Morabi, Mônica Medeiros Kother Macedo

Resumo


This article presents a systematic review of the literature on adolescence of the last five years, with a psychoanalysis as a theoretical contribution. As databases for the Portal of CAPES Journals and PubMed, with the descriptors: "Psychoanalysis", Adolescence "OR" Adolescent "and" Identification. "We found 38 publications that meet the inclusion and exclusion criteria, after an analysis of content, three thematic categories were identified: correlations of identity construction with ethnic, religious and gender aspects, Liames of adolescence along with mental disorders, and traumatic interferences in the identificative experiences.It was possible to perceive the theoretical highlight to the fact of adolescence, supported by the previous coordinates, makes it possible to construct a process of identification. It is not pathologizing adolescence, but neither neglecting the necessary attention considering that it can be enhanced psychic weaknesses of a subject that is at the height of a reframing process itself.

Adolescência e as Vicissitudes Identificatórias

Este artigo apresenta uma revisão sistemática de literatura sobre a adolescência, dos últimos cinco anos, tendo a psicanálise como aporte teórico. As bases de dados utilizadas foram o Portal de Periódicos CAPES e o PubMed, com os descritores: “Psychoanalysis”, Adolescence” OR “Adolescent” e “Identification”. Foram encontradas 38 publicações que atendiam aos critérios de inclusão e exclusão e, após uma análise de conteúdo, elencou-se três categorias temáticas: Correlações da construção de identidade com aspectos étnicos, religiosos e de gênero; Liames da adolescência junto aos transtornos mentais; e Interferências traumáticas nas vivências identificatórias. Pôde-se perceber o destaque teórico ao fato de que o adolescente, apoiado nas coordenadas prévias, viabiliza a construção de seu próprio processo identificatório. Trata-se de não patologizar a adolescência, porém, tampouco, descuidar da necessária atenção considerando que nela podem ser incrementadas as fragilidades psíquicas de um sujeito que está no auge de um processo de ressignificação de si mesmo.

Palavras-chave


Adolescence; Psychoanalysis; Identification process; Adolescência; Psicanálise; Processo identificatório

Texto completo:

PDF

Referências


ABERASTURY, Arminda. O adolescente e a liberdade. In A. Aberastury, M. Knobel. Adolescência Normal: Um enfoque psicanalítico. Porto Alegre: Artes Médicas. 2000.

ANDREOZZI, Maria Luiza. Tempo adolescente como oscilação pendular na constituição do sujeito. Psychê, ano V, n. 8, p. 19-35. 2001.

ARIÈS, Philippe. História Social da Criança e da Família. 2ª Ed. Rio de Janeiro: LTC. 1981.

BLOS, Peter. Adolescência: uma interpretação psicanalítica. São Paulo: Martins Fontes. 1998.

CALLIGARIS, Contardo. A Adolescência. Col. Folha Explica. São Paulo: PubliFolha. 2000.

CÂMARA, Martial de Magalhães, CRUZ, Amadeu Roselli. Adolescência prolongada: o tempo que não se quer deixar passar. Educar em Revista, n. 15. 2000.

CARVALHO, Renata Silva de, AMARAL, Ana Carolina Soares, FERREIRA, Maria Elisa Caputo. Transtornos alimentares e imagem corporal na adolescência: uma análise da produção científica em psicologia. Psicologia: Teoria e Prática, vol. 11, n. 3, p. 200-223. 2009.

CASSORLA, Roosevelt Moisés Smeke. Prefácio. Em: D. L. LEVISKY (org). Adolescência: pelos caminhos da violência: a psicanálise na prática social. São Paulo: Casa do Psicólogo. 1998.

COLARUSSO, Calvin Anthony. The third individuation: The effect of biological parenthood on separation-individuation processes in adulthood. Psychoanalitical Study of the Child, vol. 45, p. 179-194. 1990.

CORSO, Diana Lichtenstein, CORSO, Mario. A Psicanálise na Terra do Nunca: ensaios sobre a fantasia. Porto Alegre: Penso. 2011.

DELAROCHE, Patrick. Psicanálise do adolescente. São Paulo: Martins Fontes. 2008.

DOLTO, Françoise. A causa dos Adolescentes. Aparecida – SP: Idéias e Letras. 2004.

ERIKSON, Erik. Gioventù e crisi d’identitá. Roma: Armando Editore. 1968/2008.

FAVILLI, Myrna Pia. O agir criativo: o adolescente que se faz adulto. Anais do 1º Simpósio Internacional do Adolescente. 2005.

FERREIRA, Manuela, NELAS, Paula Batista. Adolescências... Adolescentes... Millenium-Journal of Education, Technologies and Health, (32), 141-162. 2016.

FREUD, Sigmund. Três Ensaios Sobre a Teoria da Sexualidade. In I. Strachey (Ed. E Trad.). Edição Standart Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud (Vol. 7, p. 119-231). Rio de Janeiro: Imago. 1905/2006.

FREUD, Sigmund. Conferência XXI – O Desenvolvimento da Libido e As Organizações Sexuais. In I. Strachey (Ed. E Trad.). Edição Standart Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud (Vol. 16, p. 325-342). Rio de Janeiro: Imago. 1917/2006.

FRIZZO, Giana Bitencourt, KAHL, Maria Luiza Furtado, OLIVEIRA, Ebenézer Aguiar Fernandes de. Aspectos psicológicos da gravidez na adolescência. Psico, v. 36, n. 1, p. 13-20. 2005.

GUTIERRA, Beatriz Cauduro Cruz. Adolescência, Psicanálise e Educação: O Mestre Possível de Adolescentes. São Paulo: AVERCAMP. 2003.

HORNSTEIN, Maria Cristina Rother. Prólogo. In Maria Cristina Rother Hornstein. Adolescencias: trayectorias turbulentas. Buenos Aires: Paidós. 2008.

JORDÃO, Aline Bedin. Vínculos familiares na adolescência: nuances e vicissitudes na clínica psicanalítica com adolescentes. Aletheia, vol. 27, n. 1, p. 157-172. 2008.

KNOBEL, Marcelo. A síndrome da adolescência normal. In Arminda Aberastury, Marcelo Knobel. Adolescência Normal: um enfoque psicanalítico. Porto Alegre: Artmed. 2000.

KOHLSDORF, Mariana. Aspectos psicossociais no câncer pediátrico: estudo sobre literatura brasileira publicada entre 2000 e 2009. Psicologia em Revista, v. 16, n. 2, p. 271-294. 2010.

MATOS, Laydiane Pereira, LEMGRUBER, Karla Priscilla. A adolescência sob a ótica psicanalítica: sobre o luto adolescente e de seus pais. Psicologia e Saúde em Debate, 2(2), 124-145. 2017.

LERNER, Hugo. Adolescencia, trauma, identidad. In Maria Cristina Rother Hornstein. Adolescencias: trayectorias turbulentas. Buenos Aires: Paidós. 2008.

LEVANDOWSKI, Daniela Centenaro, PICCININI, Cesar Augusto, LOPES, Rita de Cássia Sobreira. O processo de Separação-Individuação em Adolescentes do Sexo Masculino na Transição para a Paternidade. Psicologia: Reflexão e Crítica, vol. 22, n 3, p. 353-361. 2009.

LEVISKY, David Leo. Uma análise histórico-psicanalítica da transição infanto-juvenil na Idade Média: um projeto de estudo. Apresentado no IV Congresso de Psicanálise das Configurações Vinculares e III Encontro Paulista de Psiquiatria e Saúde Mental. Serra Negra – SP. 2001.

LEVISKY, David Leo. A clínica em Psicoterapia Psicanalítica. Curso de Especialização em Psicoterapia Psicanalítica. Instituto de Psicologia – USP. 2002.

LEVISKY, David Leo. Adolescência: Psicanálise e História. In R. B. GRAÑA, A. B. S. PIVA (org.). A atualidade da Psicanálise de adolescentes: Formas do mal-estar na juventude contemporânea. São Paulo: Casa do Psicólogo. 2004.

MACEDO, Monica Medeiros Kother, AZEVEDO, Berta Hoffmann, CASTAN, Juliana Unis. Adolescência e Psicanálise. In M. M. K. Macedo (org.). Adolescência e Psicanálise: Intersecções Possíveis, p. 15-54. Porto Alegre: EDIPUCRS. 2010.

MACEDO, Monica Medeiros Kother, DOCKHORN, Carolina Neumann de Barros Falcão, IENSEN, Sílvio Augusto Lopes. A questão do padecimento na clínica psicanalítica com adolescentes. In M. M. K. Macedo (org.). Adolescência e Psicanálise: Intersecções Possíveis, p. 91-109. Porto Alegre: EDIPUCRS. 2010.

MACEDO, Monica Medeiros Kother, FENSTERSEIFER, Liza, WERLANG, Blanca Susana Guevara. Ressignificações no processo adolescente. In M. M. K. Macedo (org.). Adolescência e Psicanálise: Intersecções Possíveis, p. 55-71. Porto Alegre: EDIPUCRS. 2010.

MAHLER, Margareth. O processo de separação-individuação. Porto Alegre: Artes Médicas. 1982.

MARIN, Isabel da Silva Kahn. A clínica institucional da adolescência (Entre o aborrescente e o herói: quem é o adolescente na escuta psicanalítica?). Revista Brasileira Adolescência e Conflitualidade, vol. 1, n. 1, p. xxxii-xlii. 2009.

MATHEUS, Tiago Corbisier. Adolescência. Col. Clínica Psicanalítica. São Paulo: Casa do Psicólogo. 2007.

MATHEUS, Tiago Corbisier. Quando a adolescência não depende da puberdade. Revista Latinoamericana de Psicopatologia Fundamental, v. 11, n. 4, p. 616-625. 2008.

MEZAN, Renato. Interfaces da Psicanálise. São Paulo: Companhia das Letras. 2002.

MOREIRA, Nuno Alexandre Costa, GONÇALVES, Rui Abrunhosa. Perturbação mental e ideação suicida entre reclusos preventivos. Análise Psicológica, vol.1, n. XXVIII, p. 133-148. 2010.

PALAZZINI, Liliana. Movilidad, encierros, errancias: avatares Del devenir adolescente. In M. C. R. Hornstein. Adolescencias: Trayectorias Turbulentas. Buenos Aires: Paidós. 2008.

PEREIRA, Antonio Carlos Amador. O Adolescente em Desenvolvimento. São Paulo: Harbra. 2005.

PINHEIRO, Teresa. Narcisismo, sexualidade e morte. In M. R. Cardoso. Adolescência: reflexões psicanalíticas. Rio de Janeiro: NAU. 2001.

PLATÃO. Diálogos. São Paulo: Edipro. n.d./2007.

PRATTA, Elisângela Maria Machado, SANTOS, Manoel Antonio dos. Uso de drogas na família e avaliação do relacionamento com os pais segundo adolescentes do ensino médio. Psico, vol. 40, n. 1, p. 32-41. 2009.

RIBEIRO, Aline Cammarano, PAULA, Cristiane Cardoso de, NEVES, Eliane Tatsch, PADOIN, Stela Maris de Mello. Perfil clínico de adolescentes que tem AIDS. Cogitare Enfermagem, vol. 15, n. 2, p. 256-62. 2010.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Emílio, ou, da Educação. São Paulo: Edipro. 1966/2017.

SAVIETO, Bianca Bergamo, CARDOSO, Marta Rezende. Adolescência: ato e atualidade. Revista Mal-Estar e Subjetividade, v. VI, n. 1, p. 15-43. 2006.

SERPA, Monise Gomes. Primeiras experiências de exploração sexual: um estudo sobre o processo de aproximação de adolescentes a essa realidade. Psico, v. 41, n. 1, p. 32-39. 2010.

SOUZA NETO, João Clemente, CENTOLANZA, Carlos Antônio. Da prática do desvio ao protagonismo. Psico, v. 41, n. 1, p. 128-136. 2010.

URRIBARRI, Rodolfo. Sobre adolescência, luto e a posteriori. -Revista de Psicanálise da Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, vol. X, n. 1. 2003.

VIOLA, Daniela Teixeira Dutra, VORCARO, Ângela Maria Resende. O problema do saber na adolescência e o real da puberdade. Psicologia USP, v. 26, n. 1, 2015.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v27i4.6088

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.