Cognitive Processes on Tradicional, Pentecostal and Neopentecostal Views on Protestant Religion

Jéssica Florinda Amorim, Sarah Cassimiro Marques

Resumo


This article produces a relative research accomplished to the gospel population as experimental group, and, as control group, subjects that doesn’t attend any religious institution. Based on neuropsychology and psychology of religion, its purpose to evaluate the flexibility cognition of subjects that are immersed in several protestant contexts. This results pointed significant differences among researched groups.

Processos Cognitivos nas Vertentes Tradicional, Pentecostal e Neopentecostal da Religião Protestante

O presente artigo apresenta uma pesquisa comparativa realizada com a população evangélica como grupo experimental, e como grupo controle indivíduos que não frequentam instituições religiosas. Baseada na neuropsicologia e na psicologia da religião, objetivou-se avaliar a flexibilidade cognitiva de indivíduos inseridos nos diversos contextos protestantes. Os resultados apontaram diferenças significativas entre os grupos estudados.

Palavras-chave


Psychology of Religion; Executive functions; Cheers; Psicologia da Religião; Funções Executivas; Saúde

Texto completo:

PDF

Referências


ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

ALVARO, José Luis; GARRIDO, Alicia. Psicologia social: perspectivas psicológicas e sociológicas. Porto Alegre: Artmed, 2006.

ANDERSON, Steven W; TRANEL, Daniel. Social outcome following early-life damage to prefrontal cortex. In: STUSS, Donald T; KNIGHT, Robert T. (Orgs.) Principles of frontal lobe function. New York: Oxford, 2013. cap. 27, p. 455- 466.

ARGIMON, Irani I. de Lima et al. Funções executivas e a avaliação de flexibilidade de pensamento em idosos. Revista brasileira de ciências do envelhecimento humano, Passo Fundo, v.3, n.2, p. 35-42, jul. /dez., 2006.

BAUMAN, Zygmunt. Amor líquido: sobre a fragilidade dos laços humanos. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2004.

BECHARA, A; DAMÁSIO, H; DAMÁSIO, A.R. Emotion, decision making and the orbitofrontal córtex. Cerebral córtex. [S.L]. v. 10, n.2, p. 295-307, 2000.

CHAN, R.C.K et al. Assessment of executive functions: Review of instruments and identification of critical issues. Archives of Clinical Neuropsychology, v. 23, n. 2, p. 201-216, 2008.

COSENZA, Ramon Moreira; FUENTES, Daniel; MALLOY-DINIZ, Leandro F. A evolução das ideias sobre a relação entre cérebro, comportamento e cognição. In: FUENTES, Daniel; MALLOY-DINIZ et al. (Orgs.). Neuropsicologia: teoria e prática. Porto Alegre: Artmed, 2008. cap.1, p.15-19.

DALGALARRONDO, Paulo. Psicopatologia e semiologia dos transtornos mentais. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FRESTON, Paul. Protestantes e a política no Brasil: da constituinte ao impeachment. 1993.303 f. (Tese de doutorado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1993.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

GIL, R. Neuropsicologia. 2 ed. São Paulo: Santos, 2002.

HEATON. Robert K. et al. Manual do teste wisconsin de classificação de cartas. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2005.

JODELET, Denise. Representações sociais: um domínio em expansão. In: _____. As representações sociais. Rio de Janeiro: Editora UERJ, cap. 1, p. 31-61, 1993.

KAPOGIANNIS, Dimitrios et al. Neuroanatomical variability of religiosity. Plos one, v. 4, n. 9, set. 2009.

LENT, Roberto. Cem bilhões de neurônios? conceitos fundamentais de neurociência. São Paulo: Atheneu, 2010.

LEZAK, M. D. Neuropsychological assessment. New York: Oxford University Press, 1995.

MALLOY-DINIZ, Leandro F. et.al. Neuropsicologia das funções executivas. In: FUENTES, Daniel et al. (Orgs.) Neuropsicologia teoria e prática. Porto Alegre: Artmed, 2008. Cap. 11, p. 187 – 206.

MARIANO, Ricardo. Neopentecostais: sociologia do novo pentecostalismo no Brasil. São Paulo: Edições Loyola, 2005.

MIOTTO, Eliane Correa. Avaliação Neuropsicológica e funções cognitivas. In: MIOTTO, Elaine Correia; SCAFF, Milberto; LUCIA, Mara Cristina Souza. (Orgs.). Neuropsicologia Clínica. São Paulo: Roca, 2015. cap.1, p. 3-33.

NABAS, T.R; XAVIER, G.F. Atenção. In: ANDRADE. V.M; BUENO, O.F.A; SANTOS, F.H dos. Neuropsicologia hoje. São Paulo: Artes Médicas, 2004. cap. 5, p. 77-99.

OLIVEIRA, Claudio Ivan; PIRES, Anderson Clayton. O Ideal de Cura Integral na Nova Espiritualidade Evangélica Brasileira: Uma Interpretação Psicológica. Estudos de Religião, São Paulo v. 31, p. 117-143, 2006.

PAIVA. Geraldo José de. Psicologia da religião no Brasil: a produção em periódicos e livros. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 25, n.3, p.441-449, jul. /set. 2009.

SANTOS, Flávia Heloísa dos. Funções executivas. In: SANTOS, Flávia Heloísa; ANDRADE, Vivian Maria; BUENO, Orlando F. A. Neuropsicologia hoje. Porto Alegre: Artmed, 2015. cap. 4, p. 69- 74.

SEITZ, Rüdiger J; ANGEL, Hans- Ferdinand. Processes of believing – a review and conceptual account. Rev. Neurosci, Berlin, v. 23, n. 3, p. 303- 309, 2012.

SILVA.R.R. Profissão pastor: prazer e sofrimento. Uma análise psicodinâmica do trabalho de líderes religiosos neopentecostais e tradicionais. 2004. 186 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2004.

UEHARA, Emmy; CHARCHAT- FICHMAN, Helenice; LANDEIRA-FERNANDEZ, Jesus. Funções executivas: um retrato integrativo dos principais modelos e teorias desse conceito. Neuropsicologia latinoamericana, [online], v. 5, n.3, p. 25-37, 2013.

VALLE, Edenio. Neurociências e religião: interfaces. Revista de estudos da religião. São Paulo, n. 3, p. 1-46, 2001.

VASCONCELLOS – SILVA, Paulo Roberto; CASTIEL, Luis David. As novas tecnologias de autocuidado e os riscos do autodiagnóstico pela internet. Revista Panam Salud Publica, v. 26, n. 2, p. 172-175, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v27i4.6028

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.