Symbolic Accretion

Itamar Pires Ribeiro, Rosa Maria Berardo

Resumo


Abstract: this article proposes an analytical called symbolic accretion, which would be composed of four dimensions: an environment where a network of micro powers flows; the subjects who act in such environment; social representations that rebuild through that acting; change in the dimension and nature of the social representations. The analytical of the symbolic accretion is an analogy to experiments in micro-gravity environment, in outer space, which would simulate accretion conditions present in proto-planetary disks. The article proposes to follow the analysis of what will be called symbolic conservative accretion, in Brazil, in the context of the second decade of the 21st century.

Acreção Simbólica

Resumo: este artigo propõe um neologismo na área social denominado acreção simbólica, como uma categoria que visa observar, compreender e interpretar fenômenos que se conformariam por quatro dimensões: 1) um meio onde flui uma rede de micro poderes; 2) os sujeitos que atuam naquele meio;3) representações sociais que se reconstroem por esta atuação;4) alteração da dimensão e natureza das representações sociais. A analítica da acreção simbólica é uma analogia a experimentos realizados em ambiente de micro gravidade, no espaço sideral, que simulariam condições de acreção presentes em disco proto-planetários. O artigo propõe a seguir a analise do que será chamado de acreção simbólica conservadora, situando-a no Brasil, no contexto da segunda década do Século XXI


Palavras-chave


Symbolic Accretion; Symbolic Conservative Accretio; Change of signification of the Military Dictatorship; Micro Power; Internet; Acreção Simbólica; Conservadorismo; Releitura da Ditadura Militar; Micro Poderes; Internet

Texto completo:

PDF

Referências


DELEUZE, G.; GUATARI, F. Mil Platôs, capitalismo e esquizofrenia, São Paulo: Editora 34, 2000.

FOUCAULT, M. Microfísica do Poder, 13. ed., Rio de Janeiro, Edições Graal, 1998.

HOBSBAWM, E. A era dos extremos. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

JORDELET, D. As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001.

SÁ MOTTA, R. P. Em guarda contra o perigo vermelho: o anticomunismo no Brasil (1917-1964). São Paulo: Perspectiva, 2002.

Fontes da internet:

https://books.google.com.br/books?hl=pt-BR&lr=&id=u82t0sCZDpwC&oi=fnd&pg=PP7&dq=Sherry+Turkle+evocative+objects&ots=7jCD-Vxb5a&sig=T5vnhdFh0i_VaLXvsc8JM0khIXE#v=onepage&q=Sherry%20Turkle%20evocative%20objects&f=false, consulta em 01-12-2015

http://www.lpi.usra.edu/meetings/lpsc2004/pdf/1119.pdf, texto em inglês. Consulta realizada em 12/11/2015.

https://www.youtube.com/watch?v=jXYlrw2JQwo. Consulta em 12/11/2015.

http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-01882002000200010&script=sci_arttext, consulta em 29-11-2015

http://www.ibope.com.br/pt-br/conhecimento/artigospapers/Paginas/Com-as-redes-sociais-v%C3%A3o-provocar-a-expans%C3%A3o-das-conex%C3%B5es-m%C3%B3veis-no-Brasil.aspx, consulta em 17-11-2015.

http://www.brasil.gov.br/governo/2014/12/cerca-de-48-dos-brasileiros-usam-internet-regularmente, consulta realizada em 17-11-2015

http://www.cgi.br/publicacao/revista-br-ano-06-2015-edicao-08/ acesso em 17-11-2015




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v28i1.5514

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.