NARRATIVAS JUVENIS SOBRE SER JOVEM NA TERRA FIRME

Maria Amoras, Rafael França

Resumo


RESUMO: Este trabalho é parte integrante das discussões que vêm sendo realizadas sobre “juventude, cidadania, gênero e sexualidade” no Projeto de Extensão do Curso de Serviço Social (UFPA), direcionado às/aos jovens da Terra Firme-Belém/PA. Terra Firme é caracterizada como área de periferia e possui uma população, majoritariamente, negra. A partir das narrativas recolhidas, reflete sobre ser jovem na Terra Firme. A intenção é alcançar a dimensão relacional e plural das vozes juvenis, a qual fundamenta-se nos novos estudos que compreendem os jovens como agentes sociais. Os resultados obtidos mostraram que as narrativas juvenis, no centro da Amazônia brasileira, muito se assemelham as experiências da maioria das/os jovens de periferias das cidades do sul e sudeste do Brasil, no entanto, não se quer com isso reforçar perspectivas vitimistas e generalizantes, e sim, afirmar a importância de espaços dialógicos a essas vozes inaudíveis, que falam por si, prenhes de historicidade e autorepresentatividade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v27i1.5450

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Flag Counter