SÍNDROME DE DOWN: O IMPACTO DO DIAGNOSTICO SOB A ÓTICA DOS PAIS EM UM PROJETO DE EXTENSÃO

Raissa Ferreira Ávila, Karin Yuriko Branquinho Bittar, Juliana Santos de Souza Hannum, Fábio Jesus Miranda

Resumo


O nascimento de uma criança com Síndrome de Down (SD) impõe o manejo de emoções conflituosas como: amor, tristeza, raiva, insegurança, medo, entre outras, pois nenhum casal deseja um filho com necessidades especiais. O objetivo desta pesquisa foi investigar o impacto desse diagnóstico. Foram entrevistados 10 pais de pessoas com SD entre 06 e 18 anos, atendidos pelo Projeto de extensão da PUC/GO. Utilizou-se um roteiro semiestruturado. Os dados obtidos passaram pela Análise de Conteúdo e os resultados apontaram para a importância do profissional de Psicologia no momento do diagnóstico, não somente como apoio aos pais, mas também aos profissionais da saúde, pois estes se mostraram despreparados quanto à postura de acolhimento aos pais e às orientações e esclarecimentos de dúvidas.
Palavras-chave: Síndrome de Down, Impacto do diagnostico, Pais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v27i1.5448

 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis B3

Flag Counter