The Notion of Sovereignty, According to the Contemporary Interpretation of Political Theology

Maria Silveira Souza, Douglas Ferreira Barros

Resumo


Abstract: the Political Theology (2009) of Carl Schmitt encompasses the notion of sovereignty and maintains strict dialogue with Hobbes’ conception for this concept. Schmitt believes that his work would improve the concept that, modern, should incorporate to it the notion of State of Exception, restoring definitely its condition of summa potestas, conferred by the philosophers of the Middle Ages, but abandoned by modern thinkers. The aim of this study is to analyze the similarities between the theories of Hobbes and Schmitt, identifying the concepts that form the basis of hobbesian conception – State and sovereignty – afterwards used by Schmitt: sovereignty, state of exception, political theology.

A Noção de Soberania, Segundo a Interpretação Contemporânea da Teologia Política

Resumo: a obra Teologia Política, de Carl Schmitt, abrange a noção de soberania e mantém estrito diálogo com a formulação de Hobbes para este conceito. Schmitt crê que ao seu trabalho caberia aperfeiçoar o conceito que, moderno, deveria incorporar a noção de exceção para, definitivamente, restituir-lhe a condição de summa potestas, conferida pelos filósofos da Idade Média, mas abandonada pelos pensadores da modernidade. O objetivo desse trabalho é analisar as similaridades entre as teorias de Hobbes e Schmitt, identificando no primeiro os conceitos que servirão de base -Estado civil e soberania- àqueles utilizados por Schmitt: soberania, estado de exceção, teologia política.


Palavras-chave


Sovereignty; State of Exception; Political Theology; Soberania; Estado de Exceção; Teologia Política.

Texto completo:

PDF

Referências


ADVERSE, Helton. Política e secularização em Carl Schmitt. Revista Kriterion, Belo Horizonte, n. 118, p. 367-377, 2008.

AGAMBEN, Giorgio. Estado de Exceção. São Paulo: Boitempo, 2004.

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: O poder soberano e a vida nua I. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2002.

BARROS, Douglas Ferreira. Julgar a República: método, soberania e critica a liberdade no Methodus de Jean Bodin. São Paulo: Loyola; Discurso Editorial, 2012.

BIGNOTTO, Newton. Soberania e exceção no pensamento de Carl Schmitt. Revista Kriterion, Belo Horizonte, n.118, p. 401-415, 2008.

BÔAS, Pedro Villa. A Despolitização da democracia liberal no pensamento de Carl Schmitt. Revista brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 26, n. 77, p. 113-127, 2011.

ENELLART, Michel. As artes de governar: do regime medieval ao conceito de governo. São Paulo: Editora. 34, 2006

HOBBES, Thomas. Leviatã ou Matéria, forma e poder de um estado eclesiástico e civil. 3. ed. São Paulo: Nova Cultural, 1983.

SCHMITT, Carl. Teologia Política. Del Rey: Belo Horizonte, 2006.

SCHMITT, Carl. El levianthan em la teoria del Estado de Thomas Hobbes. Granada: Comares, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v28i1.5444

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.