PARA UMA PSICANÁLISE, FENOMENOLOGIA E HISTÓRIA DAS CIÊNCIAS EM GASTON BACHELARD

FÁBIO FERREIRA DE ALMEIDA, FERNANDO MACHADO

Resumo


Apresentaremos a crítica bachelardiana às imagens e valores subjetivos amalgamados ao conhecimento objetivo por meio de uma apropriação e aplicação do método psicanalítico ao campo das ciências. Para exemplificar esse tratamento psicanalítico do conhecimento científico, abordaremos um caso específico de obstáculo epistemológico presente na cultura científica que chamou a atenção de Bachelard até o fim de sua vida, trata-se dos valores projetados pela imagem do fogo que foi tema não só de seus estudos epistemológicos, mas também de suas análises literárias em sua fase noturna final. Posteriormente a esta análise inicial, buscaremos compreender de que modo a ciência contemporânea lançou um “novo olhar” sobre os fenômenos investigados (fenomenotécnico), sobretudo, a quântica e a microfísica, consolidando uma nova ontologia dos objetos tidos como infinitesimais, circunscrita a uma ruptura entre o conhecimento científico e senso comum, fazendo com que Bachelard reformulasse, inclusive, a própria noção de história das ciências como sendo descontínua.

Texto completo:

PDF


Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.