Tecnologias e Atividades Espaciais nas Relações Internacionais como Sinônimo de Poder no Sistema-Mundo

Náira dos Santos Fagundes, Thiago Araújo Barbosa de Lima

Resumo


Este artigo trata das atividades e tecnologias espaciais, tentando analisá-las na ótica da geopolítica internacional, a começar pela evolução delas até a atual ordem internacional. Os objetivos e os usos dessas tecnologias e as políticas dos Estados no espaço exterior serão tratados entendendo as ações internacionais como dependentes de recursos, os quais determinam o poder dos países na política e no jogo mundial. Os impactos no sistema-mundo serão enfocados, em particular no âmbito do direito internacional. A razão disso está no fato de ele atuar numa esfera anárquica que se regula ora por cooperação ora por competição desiguais entre os países.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18224/frag.v18i1.530

Rodapé - Fragmentos
 

Este obra está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição Sem Derivações 4.0 CC BY-NC-ND


FRAGMENTOS DE CULTURA | Pontifícia Universidade Católica de Goiás | Instituto de Filosofia e Teologia | Sociedade Goiana de Cultura | e-ISSN 1983-7828 | Qualis CAPES Preliminar 2019 = B1

Visitantes - (04/09/2017 - 03/12/2019)

Fonte: Google Analytics.